Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,69 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,11 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    49.185,41
    +598,80 (+1,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,72 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Temores de lockdowns pesam sobre S&P 500 e Dow Jones; Nasdaq bate recorde

·2 min de leitura
Fachada da Bolsa de Nova York

Por Ambar Warrick e Devik Jain

(Reuters) - Os índices Dow Jones e S&P 500 caíam nesta sexta-feira, com temores de novos lockdowns para conter a disseminação da Covid-19 na Europa afetando ações dos setores bancário, de energia e de companhias aéreas, enquanto a força do segmento de tecnologia empurrou o Nasdaq para uma pontuação recorde.

Na Europa, um ressurgimento de casos Covid-19 levou a Áustria a traçar planos para um bloqueio total, e temores de que a Alemanha possa seguir o exemplo em meio a uma nova onda de infecções abalavam os mercados de ações em todo o mundo.

As ações do setor bancário caíam cerca de 2,6%, acompanhando uma queda nos rendimentos dos Treasuries, à medida que investidores corriam para a segurança dos títulos soberanos norte-americanos.

O setor financeiro estava entre os de pior desempenho no dia, com queda de 1,7%.

Os papéis das companhias aéreas Delta Air Lines, United Airlines e American Airlines e os das operadoras de cruzeiro Norwegian Cruise Line e Carnival Corp cediam entre 1,3% e 4,4%.

As ações de importantes empresas de petróleo caíam, à medida que os preços da commodity perdiam valor devido a novas preocupações sobre a demanda europeia. Isso ditava ao setor de energia do S&P queda de 3,4% na sessão.

"Há algum risco da pandemia. No entanto, não acredito que os EUA vão na direção da Áustria. Se a Alemanha instituir um bloqueio total, isso provavelmente terá um impacto, novamente, na cadeia de abastecimento", disse Tom Mantione, diretor administrativo da UBS Private Wealth Management em Stamford, Connecticut.

"O maior risco aqui para o mercado não é a política legislativa ou a pandemia... Se o Fed decidir reagir rápida e agressivamente à inflação persistente, os mercados terão um problema."

A inflação permanece no foco dos investidores, com comentários recentes de autoridades do Federal Reserve (banco central norte-americano) sugerindo que a inflação está se tornando mais ampla e que as expectativas para aumentos de preços futuros estão se elevando.

Às 12:53 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,7%, a 35.621 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,03%, a 4.703 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,44%, a 16.064 pontos.

O Nasdaq bateu um recorde de 16.102,722 pontos, apoiado pela queda nos rendimentos dos Treasuries, movimento que melhora o cenário de financiamento para empresas de tecnologia, altamente dependentes de fluxos de caixa futuros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos