Mercado fechará em 1 h 48 min
  • BOVESPA

    111.217,54
    +544,78 (+0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.414,06
    +11,36 (+0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,58
    +0,62 (+0,75%)
     
  • OURO

    1.786,50
    +16,00 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    66.259,60
    +2.950,96 (+4,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.542,71
    +61,90 (+4,18%)
     
  • S&P500

    4.534,09
    +14,46 (+0,32%)
     
  • DOW JONES

    35.629,80
    +172,49 (+0,49%)
     
  • FTSE

    7.223,10
    +5,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.388,75
    -9,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4686
    -0,0276 (-0,42%)
     

Temores inflacionários derrubam ações europeias em meio a alta do petróleo

·2 minuto de leitura
Bolsa de Londres

Por Sruthi Shankar e Susan Mathew

(Reuters) - As ações de montadoras, varejo e viagens caíram mais de 2,5% nesta quarta-feira, liderando as perdas entre os principais setores da Europa, já que os crescentes preços do petróleo e do gás intensificaram temores de que a inflação prejudicará o crescimento econômico.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,99%, a 1.747 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 1,03%, a 451 pontos, devolvendo quase todos os ganhos obtidos na terça-feira.

Os preços do gás no atacado na Holanda e no Reino Unido atingiram máximas recordes nesta terça-feira, em meio a aumentos mais amplos nos preços de energia.

"A zona do euro é uma das maiores perdedoras (com a alta nos preços do gás natural) no mundo desenvolvido, com a deterioração de conta corrente potencialmente se aproximando de 2% do PIB", disse o Deutsche Bank em nota.

"Movimentos recentes podem potencialmente zerar o superávit comercial da Europa se persistirem."

Uma crise global de energia, escassez de mão de obra e outras restrições da cadeia de abastecimento têm pesado na recuperação da economia global, num momento em que os principais bancos centrais estão considerando aliviar o enorme estímulo da era da pandemia. O STOXX 600 já caiu cerca de 5,5% desde que atingiu um pico recorde em agosto.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 1,15%, a 6.995,87 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,46%, a 14.973,33 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,27%, a 6.493,12 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,35%, a 25.605,73 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,71%, a 8.775,00 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,33%, a 5.460,27 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos