Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.484,62
    -2.012,99 (-4,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

'Temer foi ghost writer do Bolsonaro': conheça a profissão que inspirou memes

·2 minuto de leitura
Ghost
Livros, artigos, colunas ou até mesmo postagens para redes sociais podem ser escritas por profissionais da área de redação (Getty Image)
  • Nota divulgada pelo presidente virou piada na internet; texto foi publicado após reunião com temer

  • Tuiteiros assimilaram produção do texto com os realizados por 'escritores fantasma'

  • Profissão de escrita oculta continua gerando demanda a redatores

Sabe aquela postagem revoltante de um político? Ou o livro inspirador da celebridade da moda? Existe a possibilidade de que outra pessoa tenha escrito o que você leu. Ghost writer, ou 'escritor fantasma', é a o nome dado para o autor de um texto que não recebe créditos pelo que produziu. O termo viralizou no Twitter nesta quinta-feira (9) quando Bolsonaro divulgou uma nota após reunião com Michel Temer.

Leia também:

"Não creio que Temer e eu temos alguma coisa em comum: ambos fomos ghost writer de gente otária", disse um internauta no Twitter. "Ghost writer a gente já conhecia, mas vampire writer foi o primeiro que eu vi", tuitou outro usuário da rede, fazendo alusão ao apelido dado ao ex-presidente pelos tuiteiros.

Mas, afinal, o que faz um escritor fantasma?

Obras literárias, artigos, colunas ou até mesmo postagens para redes sociais podem ser escritas por profissionais da área de redação. 

Apesar do mercado não exigir formação profissional para exercer a função, jornalistas, publicitários e graduados em letras costumam ser escolhidos para criar as produções.

Se antes a demanda era guiada pelo mercado editorial, empregando até mesmo personalidades conhecidas como Clarice Lispector, a ascensão da criação de conteúdo para redes sociais e a popularização de influenciadores digitais lançaram um nicho de atuação para a escrita virtual que não para de crescer.

Pagamentos, prazos e formas de atuação variam de acordo com cada trabalho acordado. É possível encomendar desde um livro biográfico até uma nota de esclarecimento para a imprensa.

Confira os memes que circularam pela internet:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos