Mercado fechado

Temendo a saída da Turner, clubes abrem conversas com fundo de investimento estrangeiro

Clássico entre Palmeiras e Corinthians poderia ser exibido em TV fechada com o Verdão como mandante se fundo assumisse lugar da Turner (Rodrigo Gazzanel / Ag. Corinthians)

Engana-se quem pensa que Palmeiras, Santos, Inter, Athletico, Coritiba, Bahia, Fortaleza e Ceará estão em pânico com a possibilidade de a Turner rescindir o contrato assinado para a TV fechada. É que um fundo de investimentos estrangeiro já entrou em contato demonstrando interesse em assumir o lugar da emissora.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

E a medida provisória assinada recentemente pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, garantiria uma enorme reviravolta na questão. Se a Turner ficar, os oito clubes terão 56 partidas transmitidas: só podem ser exibidos os jogos entre eles. Mas, se a emissora romper, passa a valer a MP e todas as partidas como mandante de cada um desses times poderia ser mostrada em TV fechada.

Leia também:

Isso representaria um salto para 152 jogos ou 40% das partidas do Campeonato Brasileiro. Palmeiras x Corinthians, por exemplo, poderia ser exibido, assim como Santos x São Paulo, porque Verdão e Santos na condição de mandantes estariam liberados pela MP para mostrarem sem jogos em casa.

O fundo de investimentos internacional, cujo nome é mantido em sigilo, tem como grande objetivo assumir o controle das transmissões do futebol no Brasil a partir de 2025 - o contrato da maioria dos clubes com a Globo se encerra em 2024. E uma forma de bater de frente com a emissora é ter o direito de preferência dos oito desde agora.

O Blog apurou com um dos presidentes dos oito clubes que visitaram nesta terça-feira Jair Bolsonaro em Brasília que o fundo estrangeiro está disposto a bancar os US$ 40 milhões anuais gastos pela Turner. O passo seguinte seria encontrar uma emissora de TV fechada para exibir as partidas dos times até 2024. Para, em 2025, tentar o grande passo.

É importante contar que, na visão dos oito clubes, a Turner passa por dificuldades financeiras e tem dado sinais de que pretende deixar o futebol brasileiro. Os times reclamam que as luvas, prêmio pela assinatura do contrato, não foram pagas em abril. Recentemente, todos receberam notificações judiciais que poderiam levar ao rompimento do vínculo.

Veja mais de Jorge Nicola no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.