Mercado fechado
  • BOVESPA

    126.285,59
    +1.673,56 (+1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.344,11
    +433,58 (+0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,40
    +0,01 (+0,01%)
     
  • OURO

    1.808,00
    +8,30 (+0,46%)
     
  • BTC-USD

    40.074,40
    +681,62 (+1,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    938,00
    +8,07 (+0,87%)
     
  • S&P500

    4.400,64
    -0,82 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    34.930,93
    -127,59 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.016,63
    +20,55 (+0,29%)
     
  • HANG SENG

    25.473,88
    +387,45 (+1,54%)
     
  • NIKKEI

    27.581,66
    -388,56 (-1,39%)
     
  • NASDAQ

    14.987,75
    -23,75 (-0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0668
    +0,0083 (+0,14%)
     

Tem uns milhões aí? Valor astronômico para tratar COVID nos EUA viraliza na web

·1 minuto de leitura

O sistema de saúde dos Estados Unidos choca o mundo pelos seus preços altos e que raramente são flexíveis para a população com menos condições financeiras. Recentemente, viralizou na rede social TikTok o recibo de internação de um habitante do país, que precisou de cuidados para tratar a COVID-19.

O usuário @letstalkaboutbusiness compartilhou na sua conta no TikTok um vídeo com a legenda: "O custo de quatro meses em um hospital com COVID-19". Nas imagens, então, vemos que o total da conta deu a quantia surpreendente de mais de US$ 2,8 milhões, o equivalente a R$ 13,8 milhões na cotação atual.

No recibo, é possível ver que os valores da internação de emergência ultrapassam os US$ 300 mil, o que daria mais de um milhão de reais, e que os custos de materiais cirúrgicos chegam à marca estrondosa de US$ 397 mil. Um exame de ecocardiograma, inclusive, chega a custar mais de US$ 550 mil.

Os valores chocantes da conta do tiktoker viralizaram rapidamente na rede social, sendo visualizados, até o fechamento desta nota, mais de 10 milhões de vezes.

Nos comentários, é possível ver diversas pessoas reclamando dos valores altos cobrados nos Estados Unidos. Alguns usuários, inclusive, chegam a comparar o sistema de saúde norte-americano com o de seus países, onde acabam tendo esses serviços de forma gratuita.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos