Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.608,25
    +198,16 (+0,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Tem uma marca no meu game

·2 min de leitura

Não é complicado entender os motivos de as marcas se aproximarem dos games. É um mercado que não para de crescer e cada vez mais abre possibilidades de elas fazerem parte deles. Entretanto, como muitas têm percebido a importância de se aproximar do crescente mercado do entretenimento digital, faz-se necessário ter criatividade para se aproximar do gamer. E como fazer isso?

UM MERCADO EM CONSTANTE CRESCIMENTO

Se analisarmos apenas o universo mobile, teremos — até 2024 — 4.5 bilhões de smartphones ativos e US$ 116 bilhões em revenue no mercado móvel, de acordo com a Newzoo. Hoje, somos 3.9 bilhões de smartphones em todo o mundo, onde a América Latina representa 9% dessa imensidão. Em games, projeta-se a bagatela de US$ 90.7 bilhões em faturamento — US$ 41.1 bi na App Store, US$ 28.2 na Google Play Store e outros US$ 21.3 em apps de terceiros. Imagina qual marca que não quer participar desse universo?

Porém não estamos falando apenas de patrocínios a times de eSports ou ações com influenciadores. A ideia aqui é ter sua marca dentro do jogo e isso não é apenas uma questão de fazer um anúncio publicitário em um lugar diferente, mas sim uma excelente estratégia de posicionamento. Imagine sua marca, para sempre, na memória de quem participou da experiência de jogar. Não é apenas uma lembrança em um game e sim um branding eterno.

Algumas empresas já conseguiram feitos marcantes, nos universos mais inesperados e que chamaram a atenção, além de estarem sempre na memórias dos gamers. E tenha certeza: nas mais diversas formas.

EXEMPLOS MEMORÁVEIS

Quem não se lembra da expectativa em torno de Final Fantasy IX? Nela, os quatro personagens principais do game corriam atrás de uma tampinha de coca-cola, como se fosse um item mágico que percorria todo o cenário da cidade e que termina com um belíssimo Tsunagaru.

O post Tem uma marca no meu game apareceu primeiro em Fast Company Brasil | O Futuro dos Negócios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos