Mercado abrirá em 8 h 23 min
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,86
    +0,88 (+1,19%)
     
  • OURO

    1.759,50
    +7,80 (+0,45%)
     
  • BTC-USD

    44.006,54
    +1.952,17 (+4,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.097,92
    -5,14 (-0,47%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.259,75
    +67,59 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    30.240,24
    -8,57 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.371,75
    +53,00 (+0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2571
    +0,0015 (+0,02%)
     

Teletrabalho com tecnologia de ponta é uma realidade para poucos

·3 minuto de leitura

Reuniões em realidade virtual, som e câmeras inteligentes: as gigantes da tecnologia oferecem produtos de ponta para aproximar o escritório físico do teletrabalho, que poderiam aprofundar o abismo tecnológico.

No fim de agosto, o Facebook lançou a "Horizon Workrooms", que cria uma sala de reuniões virtuais onde os participantes se encontram em forma de avatar graças ao capacete Oculus, que custa 300 dólares a unidade.

A Google, enquanto isso, disponibilizou os "Series one", kits para organizar reuniões com a possibilidade de misturar a presença em uma sala com várias pessoas e o teletrabalho. O custo chega a 7.000 dólares.

Com ou sem pandemia, a tendência aponta para a flexibilidade e as empresas tecnológicas multiplicam propostas para viabilizar esta realidade.

Para Rhiannon Payne, autora e especialista em teletrabalho, a realidade virtual vai se integrar ao mundo profissional como aconteceu antes com o laptop e o telefone celular.

Com estes novos produtos, os fabricantes "tentam encontrar a forma de facilitar o teletrabalho e melhorar os contatos entre colegas", explica.

Telefone celular e computador portátil já tinham mudado a forma de abordar o trabalho, mas o mundo profissional precisa agora se adaptar e gerenciar as novas ferramentas deste funcionamento híbrido.

- Sem recursos -

Alguns empregadores adicionaram às ofertas de emprego demandas como conhecimento de programas de apresentação virtual ou administração à distância.

"É algo que parece inofensivo e prático, mas pode se tornar um fator que agrava as desigualdades", argumenta Monica Sanders, professora da universidade de Georgetown.

Por outro lado, "para muitas pessoas, trabalhar de casa é um luxo", destaca Michelle Burris, pesquisadora do grupo de reflexão The Century Foundation.

A organização BroadbandNow, que defende o acesso generalizado à internet, estima que 42 milhões de americanos não tenham uma conexão de banda larga, ou seja 13% da população, segundo um estudo publicado em maio.

Em alguns dos estados mais desfavorecidos do país, a proporção de pessoas sem acesso à internet de banda larga é inclusive maior, como na Lousiana, com 25% da população, ou em Mississípi, onde cerca de 40% dos habitantes não têm este tipo de conexão.

Além disso, o acesso a material informático também costuma ser um obstáculo.

Há 18 meses, Patricia McGee passou de um emprego em um centro de logística da Amazon a um cargo de relacionamento com os clientes à distância com a chegada da pandemia do coronavírus.

Esta mãe de quatro filhos, de 39 anos, gastou cerca de 2.000 dólares para comprar um computador pessoal, além dos programas necessários e contratar a conexão à internet.

"Nem todos podem pagar isso", destacou. "Então, algumas pessoas que não têm os recursos ou as competências" para utilizar ferramentas informáticas que se tornaram comuns com a pandemia "se veem privadas de certos empregos", refletiu.

Há alguns dias, o computador dela estragou. Sem dias de férias, precisou esperar que fosse consertado para voltar a ganhar dinheiro.

Com a integração do teletrabalho à vida, o acesso às ferramentas tecnológicas "tem um impacto sobre a capacidade de encontrar uma renda, sobre o local onde vivemos ou a forma de trabalhar", concluiu Monica Sanders.

jm/tu/mlb/mr/dg/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos