Mercado abrirá em 6 h 28 min
  • BOVESPA

    111.289,18
    +1.085,18 (+0,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.037,05
    -67,35 (-0,13%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,53
    -0,82 (-0,94%)
     
  • OURO

    1.813,90
    -15,80 (-0,86%)
     
  • BTC-USD

    36.021,73
    -1.681,71 (-4,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    820,95
    -34,86 (-4,07%)
     
  • S&P500

    4.349,93
    -6,52 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.168,09
    -129,61 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.469,78
    +98,32 (+1,33%)
     
  • HANG SENG

    23.637,25
    -652,65 (-2,69%)
     
  • NIKKEI

    26.104,43
    -906,90 (-3,36%)
     
  • NASDAQ

    13.892,25
    -266,25 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0937
    -0,0127 (-0,21%)
     

Telescópio espacial James Webb pode ter vida útil superior a 10 anos; entenda

·2 min de leitura

A equipe do telescópio James Webb analisou a trajetória inicial do observatório após o lançamento e concluiu que o Webb deve ser capaz de operar por mais de 10 anos na órbita terrestre. Isso porque, graças à precisão do lançamento, ele usará menos propelente para realizar as manobras necessárias até chegar a seu destino. Ou seja: vai sobrar "combustível" para que ele trabalhe por mais tempo.

Essa quantidade “extra” do composto se deve ao sucesso do lançamento. O Ariane 5 cumpriu — e inclusive foi além — os requisitos necessários para deixar o telescópio no caminho certo para seguir viagem ao Ponto de Lagrange L2, a 1,5 milhão de km da Terra. Além disso, as duas primeiras manobras de correção de curso foram executadas com grande precisão, aumentando a velocidade do observatório.

Outro benefício ocorreu na implantação de painéis solares, cerca de 29 minutos após o lançamento. O procedimento estava programado para acontecer dependendo da posição do telescópio em relação ao Sol, ou ocorreria automaticamente 33 minutos depois. Mas como o Webb se separou do estágio do foguete e já estava na altitude correta, seus painéis solares se abriram cerca de um minuto e meio após a separação.

Desenvolvido através de uma colaboração entre a NASA, a Agência Espacial Europeia (ESA) e a agência espacial do Canadá, o James Webb é o maior e mais poderoso telescópio já levado ao espaço. O Webb ainda passará por uma sequência complexa de implantação de seus componentes, seguida de testes de instrumentos e sistemas, até começar seu trabalho científico. Essas observações devem começar seis meses após o lançamento.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos