Mercado fechará em 2 h 32 min
  • BOVESPA

    103.806,29
    +3.031,72 (+3,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.534,61
    +527,45 (+1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,64
    +1,07 (+1,63%)
     
  • OURO

    1.767,80
    -16,50 (-0,92%)
     
  • BTC-USD

    56.331,61
    -2.526,25 (-4,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.437,81
    -1,07 (-0,07%)
     
  • S&P500

    4.570,86
    +57,82 (+1,28%)
     
  • DOW JONES

    34.599,25
    +577,21 (+1,70%)
     
  • FTSE

    7.139,95
    -28,73 (-0,40%)
     
  • HANG SENG

    23.788,93
    +130,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.961,00
    +91,25 (+0,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3561
    -0,0907 (-1,41%)
     

Telegram vai começar a exibir anúncios, mas de um jeito diferente do Facebook

·2 min de leitura

Um ano depois de anunciar que passaria a veicular anúncios, o Telegram inaugurou o programa de publicidade que incorporará a plataforma. O Telegram Ad Platform, como foi batizado, permitirá que pessoas e empresas levem publicidade para canais públicos, mas sem interferir em conversas privadas ou na privacidade dos usuários.

Os anúncios do Telegram não estarão presentes em todo o aplicativo, e sim somente em canais abertos do mensageiro que acumulem mais de mil membros. Essa publicidade toma forma de “mensagens patrocinadas”, que aparecem como qualquer outro envio em um canal, mas com um indicador de anúncio no canto inferior direito do balão e, provavelmente, um link para o canal do serviço ou do produto.

E não, o Telegram não vai catar os dados pessoais dos usuários, tampouco invadir conversas pessoais para encaminhar propagandas. A plataforma de publicidade revela que os anúncios serão baseados no tema do canal em questão — se for um canal público sobre restaurantes, por exemplo, o anúncio tende a ser sobre comida; se for sobre viagens, então aparecerão companhias aéreas e hospedagem.

Anúncios com base em tópicos

Sem os dados pessoais, os anúncios tendem a ser menos eficientes para atrair cliques, mas a relação com o tópico do canal é uma solução interessante tanto para ajudar a encontrar clientes em potencial quanto para preservar a privacidade geral. A ausência de links externos nas mensagens impulsionadas também é um fator positivo, já que evita que usuários cliquem em envios mal intencionados.

Agora, segundo o Telegram, as mensagens patrocinadas estão em período de teste. Assim que forem liberadas definitivamente e os lucros com a publicidade forem suficientes para cobrir os custos de manutenção do mensageiro, a companhia compartilhará parte dos ganhos com os administradores dos canais públicos que veiculam as propagandas.

Os interessados em impulsionar mensagens já podem conferir as políticas e diretrizes do Telegram Ad Platform no site oficial — também existe um tutorial completinho na plataforma (somente em inglês). Por enquanto, não há previsão para o início definitivo da distribuição de propagandas no Telegram.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos