Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.376,35
    -737,80 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.038,58
    +230,02 (+0,51%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,44
    +1,73 (+2,26%)
     
  • OURO

    1.635,80
    +2,40 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    19.052,05
    -109,36 (-0,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    437,52
    -21,62 (-4,71%)
     
  • S&P500

    3.647,29
    -7,75 (-0,21%)
     
  • DOW JONES

    29.134,99
    -125,82 (-0,43%)
     
  • FTSE

    6.984,59
    -36,36 (-0,52%)
     
  • HANG SENG

    17.860,31
    +5,17 (+0,03%)
     
  • NIKKEI

    26.571,87
    +140,32 (+0,53%)
     
  • NASDAQ

    11.349,00
    +32,75 (+0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1596
    -0,0198 (-0,38%)
     

Telegram pode ganhar novo recurso de segurança que linka um e-mail à sua conta

O Telegram desenvolve um recurso para permitir a vinculação da sua conta a um número de identificação enviado por e-mail. O objetivo é oferecer mais uma maneira de o usuário proteger seu acesso com o auxílio da autenticação de dois fatores.

Um print de tela compartilhado pelo desenvolvedor e leaker Alessandro Paluzzi, que usou técnicas de engenharia reversa no app, dá uma ideia de como o recurso deve funcionar. O aplicativo de mensagens passaria a exigir o ID sempre que alguém fizer login em um dispositivo novo.

A captura mostra a opção de adicionar um endereço de correio eletrônico para proteger sua conta como um método opcional. Quem possui conta no Gmail, poderá fazer o login diretamente com a Conta do Google graças a uma API de integração.

O segundo print mostra a localização do recurso: na tela de configurações de privacidade e segurança do Telegram. O toque no local fará com que uma mensagem de aviso apareça na tela para explicar sobre a necessidade de digitação do código recebido no e-mail.

Quem já tiver um endereço cadastrado poderá alterá-lo a qualquer tempo, desde que tenha acesso às duas contas — o e-mail antigo e o novo, que receberá a vinculação. Se alguém não autorizado tentar fazer essa troca, você será notificado e ainda poderá barrá-la, a não ser que o criminoso tenha acesso também à sua caixa de entrada do e-mail.

Telegram em busca do reforço de segurança

Até o momento, tudo não passa de um experimento, logo é impossível saber se o Telegram pretende implementar esse recurso nem quando o fará. Embora zele pela privacidade do usuário, os mecanismos de segurança nunca foram o ponto forte das pessoas. É relativamente comum ver grupos lotados de robôs e comércio de contas roubadas, devido às brechas do app.

O popular aplicativo de conversas já tem um recurso de verificação em duas etapas com uma senha adicional. Mesmo assim, esse método antigo não é considerado tão seguro por a credencial ser estática e predefinida, logo se alguém descobrir, você pode dar adeus a sua conta.

Em agosto, o Telegram ganhou mais emojis animados e uma solução para os usuários que detestam receber mensagens de voz inesperadas. A pessoa agora pode definir quem pode enviar os áudios: ninguém, todos, apenas seus contatos ou somente os "escolhidos a dedo".

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: