Mercado fechará em 3 h 58 min

Telegram permite criar contas sem chip com número de celular

O Telegram acabou com a necessidade de um número de telefone vinculado a um chip de celular (cartão SIM) para criar conta no serviço. Agora, você poderá acessar o mensageiro usando um dos números hospedados na blockchain da plataforma Fragment.

Infelizmente, esse é um recurso que vai exigir a compra do NFT que permitirá usar o telefone. O preço varia conforme a combinação: o mais caro é o +888 8 888, que está no leilão por mais de US$ 58 mil (cerca de R$ 300 mil), enquanto os mais baratos saem por US$ 38,85 (pouco mais de R$ 200).

O lado bom é que a combinação será anônima e ninguém mais saberá a quem pertence o telefone vinculado à conta. O lado ruim é que você poderá usá-lo somente no próprio Telegram, sem conseguir ligar ou receber chamadas. O formato de comercialização é semelhante ao usado pelo Telegram na comercialização de nomes de usuário em NFT.

Para compartilhar seu perfil com os contatos de modo anônimo, basta criar um QR Code. Assim, qualquer pessoa que digitalizar o código poderá adicioná-lo à lista de contatos sem saber qual é o seu número.

Na prática, o programa ainda exigirá o número do telefone para o cadastro, mas você não precisará mais usar um que esteja vinculado a operadoras de telefonia. Trata-se de uma medida de segurança para dar mais privacidade para quem não deseja expor seu telefone particular, além de gerar mais alguns milhares de dólares para o Telegram com a venda dos ativos digitais.

Pode parecer exagero, mas lembre-se que o Telegram é usado por ativistas, políticos e pessoas que podem estar expostas ou sob ameaça de governos autoritários. Ter uma conta 100% anônima e com comunicação criptografada podem ser os diferenciais para evitar uma prisão arbitrária — ou usado para o mal também.

Mensagens autodestrutivas programadas e combate ao spam

Além dos telefones NFTs, a versão 9.2 do Telegram traz um novo recurso para excluir conversas automaticamente. As chamadas "mensagens autodestrutivas" existem desde 2013, mas não havia como definir intervalos regulares para limpar todos os bate-papos existentes. Agora, dá para programar em quais conversas e de quanto em quanto tempo o mensageiro vai deletar os conteúdos.

Outro ajuste é a expansão dos Tópicos, lançados no mês passado, para grupos com mais de 100 membros — antes o limite era 200. Os Tópicos permitem aos administradores criarem até cinco conversas específicas sobre determinado assunto, funcionando como um subgrupo. Em um grupo sobre apostas esportivas, por exemplo, você pode criar diferentes tópicos para discutir sobre o Brasileirão Serie A, Brasileirão Serie B e Copa do Mundo.

Em salas com mais de 200 pessoas, será possível combater o spam com uma nova ferramenta mais agressiva. O recurso é automático e possui uma série de filtros para evitar propagandas, anúncios ou mensagens repetidas.

Mais espaço no celular e novidades para o Premium

Por fim, usuários do app no Android ainda receberão um aprimoramento exclusivo. A página dedicada ao armazenamento foi redesenhada para exibir quanto espaço cada conversa ocupa em seu dispositivo. Se estiver cheio demais, você poderá usar a opção de limpar os arquivos de mídia dos bate-papos individuais de uma só vez.

Já no iOS, as pessoas poderão desfrutar da Busca de Emojis, que já estava disponível no Android. É só digitar palavras-chave para encontrar o emoji perfeito, incluindo aqueles de seus pacotes personalizados. O recurso suporta múltiplos idiomas, então você pode escrever "sorriso", "smile" ou "sonreír".

Os desenvolvedores também pensaram nos assinantes premium do serviço ao oferecer mais 10 pacotes de emojis personalizados. A atualização trará, ainda, novos emojis interativos com efeitos de tela cheia, dando ainda mais ênfase para suas reações.

O Telegram 9.2 já está disponível para usuários no Android e iOS. Quem já tem o programa instalado pode apenas atualizá-lo pela loja de aplicativos e já desfrutar as novidades.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: