Mercado abrirá em 4 h 23 min
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,71
    +0,44 (+0,66%)
     
  • OURO

    1.869,50
    +1,90 (+0,10%)
     
  • BTC-USD

    45.292,32
    -110,21 (-0,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.261,40
    +63,48 (+5,30%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.064,54
    +31,69 (+0,45%)
     
  • HANG SENG

    28.593,81
    +399,72 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    28.406,84
    +582,01 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    13.400,75
    +97,25 (+0,73%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4277
    +0,0178 (+0,28%)
     

Telegram ganha versão "sem restrições" para Android com download no site oficial

Igor Almenara
·2 minuto de leitura

A partir desta quinta-feira (15), o Telegram para Android também pode ser baixado diretamente da sua página oficial da web. Em formato APK, o app chega com promesa atualizações automáticas diretamente das mãos da companhia e sujeito a “menos restrições”, de acordo com a própria desenvolvedora do mensageiro.

Não estão claras quais seriam as vantagens da versão baixada diretamente do site, mas usuários do Reddit acreditam que uma das diferenças esteja no acesso a canais bloqueados graças às diretrizes de uso da Play Store. Ademais, é possível que as atualizações do programa cheguem mais rapidamente para as versões gerenciadas diretamente pelo Telegram.

(Imagem: Reprodução/Telegram)
(Imagem: Reprodução/Telegram)

Dois dos canais supostamente excluídos da versão da Play Store são cobertos por um aviso: “Infelizmente, esse canal não pode ser exibido nas versões do Telegram baixadas da Google Play Store”. Ambos, segundo os participantes da discussão do Reddit, são redutos de extremistas que constantemente manifestam ódio, característica que fere as diretrizes da loja de apps do Google.

De acordo com a Central de Políticas para Desenvolvedores do Android, o conteúdo que deve ficar de fora dos apps incluem serviços financeiros enganosos, atividades ilícitas, jogos de azar, material potencialmente nocivo para crianças e canais de comunicação sem moderação — regra que justificou a exclusão do Parler, por exemplo.

(Imagem: Reprodução/Android Police)
(Imagem: Reprodução/Android Police)

Download de fontes desconhecidas

Antes de fazer a instalação do APK, é necessário autorizar a inclusão de apps de fontes desconhecidas nas configurações do Android e ignorar os avisos de que o arquivo pode ser prejudicial para o dispositivo. O processo não complicado, exigindo apenas um pouco de conhecimento sobre a navegação no menu de configurações do Android.

Baixar o mensageiro diretamente do site é igualmente descomplicado. Basta navegar até a aba de apps da página oficial do Telegram e fazer o download a partir do botão "Baixar o Telegram". Assim que selecionado, o download começa a acontecer e ocupa cerca de 55 MB.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: