Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.672,76
    -3.755,42 (-3,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.402,73
    -283,30 (-0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,14
    +0,18 (+0,22%)
     
  • OURO

    1.769,20
    -1,30 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    64.308,98
    +2.373,02 (+3,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.481,22
    +17,87 (+1,22%)
     
  • S&P500

    4.519,63
    +33,17 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    35.457,31
    +198,70 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.217,53
    +13,70 (+0,19%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.410,00
    +11,50 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5073
    +0,0111 (+0,17%)
     

Telegram cresce 530% em downloads após queda do WhatsApp

·1 minuto de leitura
Aplicativo Telegram exibido na tela de celular
Signal e Viber também foram procurados pelos usuários

(Getty Images)

  • Pane no WhatsApp, Facebook e Instagram favoreceu apps concorrentes 

  • Telegram foi o mais baixado, chegando a 6,3 milhões de downloads 

  • Já com relação a tempo de uso, o favorito foi o Snapchat 

A pane do WhatsApp, Facebook e Instagram desta segunda-feira (4) pode ter afetado a rotina de muita gente, mas certamente beneficiou aplicativos rivais. Segundo uma pesquisa divulgada pela Sensor Tower nesta quarta-feira (6), o Telegram teve 6,3 milhões de downloads na ocasião, um aumento de 530% com relação ao dia anterior.

O mensageiro não foi o único que se deu bem. O Signal teve 12 vezes mais downloads no dia da queda, alcançando 881 mil smartphones, e o Viber cresceu 630%, subindo de 137 mil para 1 milhão. As informações são do TecMundo.

Leia também:

Tempo médio gasto nos rivais

Entretanto, o preferido em substituição ao Facebook foi o Snapchat, levando em conta dessa vez não o número de downloads, mas o tempo médio gasto no serviço por usuário em relação à semana passada. O app obteve crescimento de 23%, ficando a frente do Signal e Telegram, que tiveram um aumento de 15% e 18% nessa categoria.

Outros aplicativos, como TikTok e Twitter, não foram tão impactados, já que não oferecem serviço de mensagens diretas.

Apesar da queda de, no máximo, 28% no uso do Facebook, a Sensor Tower garante que a mudança não é permanente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos