Mercado fechará em 3 h 26 min

Telefônica Brasil tem queda de 20% no lucro do 1º tri

Logotipo da Telefonica no prédio matriz da empresa na Espanha

SÃO PAULO (Reuters) - A Telefônica Brasil teve lucro líquido de 750 milhões de reais no primeiro trimestre, recuo de 20,4% sobre um ano antes, pressionada por aumento no resultado financeiro, que incluiu endividamento maior por aquisição de licenças 5G.

A companhia, que atua com a marca Vivo no país, teve lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 4,51 bilhões de reais, incremento de 1,3% ano a ano.

Analistas, em média, esperavam Ebitda de 4,64 bilhões de reais para a Telefônica Brasil no trimestre, segundo dados da Refinitiv.

A operadora teve despesa financeira de 524 milhões de reais no período, um salto de quase 67% sobre um ano antes, refletindo também aumento da taxa de juros e contratos de leasing.

A receita líquida cresceu 4,6% no período, a 11,35 bilhões de reais, quase em linha com a previsão média de analistas de 11,34 bilhões. Os custos totais, porém, avançaram mais rápido que as receitas, subindo 7%, a 6,84 bilhões de reais.

A Telefônica Brasil comemorou no balanço ter alcançado marca de 100 milhões de acessos, incluindo serviços de telefonia fixa, móvel e banda larga, mas a base ficou próxima disso, a 99,942 milhões, expansão de 4,3% sobre um ano antes.

Do total de acessos, 85 milhões são de telefonia móvel. Já os clientes de banda larga por fibra óptica somaram 4,8 milhões, evolução de 29% no comparativo anual. A base de residências em que a rede da empresa está disponível terminou março em 20,5 milhões, aumento anual de 26%.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos