Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.575,47
    +348,38 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.674,30
    -738,17 (-1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,53
    -0,18 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.788,10
    -23,10 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    18.092,08
    +324,02 (+1,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    333,27
    -4,23 (-1,25%)
     
  • S&P500

    3.638,35
    +8,70 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    29.910,37
    +37,90 (+0,13%)
     
  • FTSE

    6.367,58
    +4,65 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    26.894,68
    +75,23 (+0,28%)
     
  • NIKKEI

    26.644,71
    +107,40 (+0,40%)
     
  • NASDAQ

    12.257,50
    +105,25 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3746
    +0,0347 (+0,55%)
     

Telefônica Brasil tem lucro 25% maior no 3º tri, mesmo com queda na receita

·1 minuto de leitura
.
.

(Reuters) - Uma melhora do resultado financeiro, combinado com menores despesas com impostos, levaram a Telefônica Brasil a aumento de lucro no terceiro trimestre, mesmo com leve queda na receita devido aos efeitos econômicos da pandemia da Covid-19.

A operadora de telecomunicações afirmou nesta terça-feira que teve lucro líquido de 1,2 bilhão de reais entre julho e setembro, um aumento de 25,5%.

A receita líquida da companhia encolheu 2,3% no comparativo anual, para 10,79 bilhões de reais, pressionada pelo recuo de 6,6% no serviço de telefonia fixa, impactada pela queda das receitas de voz, TV por assinatura e dados corporativos. No segmento móvel, a receita ficou estável.

A dona da marca Vivo conseguiu compensar parcialmente os efeitos da queda nas receitas com maior disciplina nas despesas, com os custos operacionais diminuindo 0,6%, para 6,47 bilhões.

Ainda assim, o resultado operacional medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) do trimestre, de 4,32 bilhões de reais, foi 4,8% menor do que um ano antes, mesmo vindo praticamente em linha com a previsão de analistas da Refinitiv, de 4,35 bilhões de reais. A margem Ebitda do trimestre caiu 1,1 ponto percentual, para 40%.

(Reportagem de Aluísio Alves)