Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,05 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,35 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +2,45 (+3,84%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -2,50 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    47.827,60
    -310,36 (-0,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,16 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,50 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    +197,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7797
    -0,0062 (-0,09%)
     

Telefónica negocia parceria de data centers com Asterion: Fontes

Rodrigo Orihuela e Macarena Munoz Montijano
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A Telefónica SA está perto de formar uma parceria com a empresa de private equity Asterion Industrial Partners para a gestão de data centers, de acordo com pessoas a par das negociações.

Sob o acordo, a empresa de telecomunicações com sede em Madri poderia transferir cerca de uma dúzia de data centers na Espanha e na América Latina para uma nova entidade que seria administrada pela Asterion, de acordo com as fontes, que não quiseram ser identificadas. A Telefónica receberá uma compensação da Asterion, disseram, embora sem especificar o valor.

Um acordo pode ser anunciado ainda nesta semana, de acordo com uma das pessoas. Nenhum acordo foi finalizado e o negócio pode não ir em frente.

Porta-vozes da Telefónica e da Asterion não quiseram comentar.

O acordo está em andamento há mais de seis meses, disseram as pessoas. Se concluído, marcaria mais uma etapa da unidade Infra, da Telefónica, na busca de parceiros para administrar ativos e reduzir o custo dos investimentos da operadora endividada. Em outubro, a Infra formou uma joint venture com a Allianz na Alemanha para criar uma empresa de banda larga por fibra óptica para o atacado.

Também marcaria o segundo acordo de data center entre a Telefónica e a Asterion, depois que a empresa de investimentos de Madri, fundada pelo ex-executivo da KKR & Co. Jesús Olmos, adquiriu 11 centros em sete países em 2019 por 550 milhões de euros (US$ 666 milhões).

Os data centers em negociação atualmente são de qualidade inferior aos vendidos anteriormente, porque a tecnologia é mais antiga e resultariam em um preço menor, segundo as pessoas.

A Telefónica não divulgou números recentes sobre o total de data centers sob controle. Em balanço financeiro de 2018, a empresa disse que tinha 25 data centers.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.