Mercado fechará em 1 h 17 min
  • BOVESPA

    109.226,97
    +124,98 (+0,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.609,17
    -899,18 (-1,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,00
    -0,55 (-0,64%)
     
  • OURO

    1.833,70
    -8,90 (-0,48%)
     
  • BTC-USD

    38.431,66
    -4.741,86 (-10,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    902,97
    +660,29 (+272,08%)
     
  • S&P500

    4.445,84
    -36,89 (-0,82%)
     
  • DOW JONES

    34.566,35
    -149,04 (-0,43%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.648,00
    -193,00 (-1,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1620
    +0,0319 (+0,52%)
     

Telefónica chega a acordo para demissão de 2.700 funcionários na Espanha

·1 min de leitura

Por Inti Landauro

MADRI (Reuters) - A Telefónica fechou um acordo com sindicatos para cortar cerca de 15% de sua força de trabalho na Espanha por meio de um plano de demissões voluntárias, informou o grupo de telecomunicações nesta terça-feira.

O custo do plano de demissões é estimado em 1,5 bilhão de euros (1,7 bilhão de dólares) neste ano. A companhia pretende cortar cerca de 2.700 empregos no início do ano que vem, o que renderá economias anuais de mais de 230 milhões de euros a partir de 2023, disse a empresa em comunicado.

O programa, aberto a todos os funcionários nascidos antes de ou em 1967 e que tenham pelo menos 15 anos de trabalho na empresa, vai limitar o percentual de saídas de algumas áreas, de acordo com a empresa.

A Telefónica pretendia inicialmente poupar unidades de negócios dedicadas à segurança cibernética, marketing e inteligência artificial, embora os sindicatos se opusessem. Inicialmente, o plano envolveria cerca de 1.800 trabalhadores.

A Telefónica é a terceira maior empresa de telecomunicações da Europa e emprega 18.500 pessoas na Espanha. As demissões seguem movimentos semelhantes das rivais Vodafone e Orange nos últimos meses.

Globalmente, a Telefónica emprega cerca de 114.000 pessoas.

A companhia tem enfrentado intensa concorrência no mercado espanhol, bem como a pressão de investidores em um momento em que precisa de recursos para financiar infraestrutura 5G.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos