Telecheque: cai inadimplência com cheques no Sudeste

A inadimplência gerada por transações com cheques na Região Sudeste caiu 2,24% em novembro ante outubro deste ano, chegando a representar 2,62% dos valores totais transacionados em cheques. Esse porcentual coloca a região em quarta posição no ranking do Telecheque de regiões com maior inadimplência no País. Em outubro, o índice era de 2,68%, segundo a entidade.

Na comparação com novembro de 2011, o indicador avançou 10,5%. Na ocasião, a inadimplência com cheques da região era de 2,37%.

A maior causa da inadimplência em cheques em novembro foi a falta de fundos, que respondeu por 74% dos valores em cheques não liquidados no mês. Os demais motivos que geraram a inadimplência foram cheques sustados (9,1%), roubados ou furtados (3,0%), fraudados (2,2%) e outros motivos (11,8%).

A lista das regiões do País com maior índice de inadimplência em cheques em novembro foi liderada pelo Norte (4,54%), seguido pelo Nordeste (3,63%) e Centro-Oeste (2,63%), em segundo e terceiro lugares, respectivamente. Em quinto último lugar, com o menor índice de inadimplência, ficou a Região Sul (2,19%).

De acordo com a Telecheque, o valor médio dos cheques utilizados nas compras subiu 19,8% na comparação de novembro do ano passado com o mesmo mês deste ano, passando de R$ 287,06 para R$ 344,17.

Carregando...