Mercado fechará em 1 h 6 min
  • BOVESPA

    110.343,68
    -3.239,33 (-2,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.020,73
    -577,80 (-1,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,04
    -0,41 (-0,54%)
     
  • OURO

    1.734,30
    -17,70 (-1,01%)
     
  • BTC-USD

    41.605,90
    -1.394,35 (-3,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.027,44
    -29,71 (-2,81%)
     
  • S&P500

    4.372,52
    -70,59 (-1,59%)
     
  • DOW JONES

    34.441,42
    -427,95 (-1,23%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.500,39
    +291,61 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.832,75
    -362,00 (-2,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3420
    +0,0352 (+0,56%)
     

Teddy Riner projeta disputa por equipes do judô e afirma: 'Vai ser difícil, sejamos honestos'

·2 minuto de leitura


Depois de derrotar Rafael Silva e garantir a medalha de bronze da categoria +100kg nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o judoca Teddy Riner já volta ao tatame nesta sexta-feira para a disputa por equipe. Em entrevista coletiva na sala de imprensa do Budokan, o francês admitiu que a conquista do ouro será difícil, mas salientou a importância de conseguir o objetivo pelos atletas que não garantiram medalha no individual.

> Brasil avança no vôlei, mas cai no futebol feminino; veja o resumo do dia

- Claro que quero o ouro. Até porque se eu tiver o terceiro ouro, vocês vão ter que me aguentar muito (risos), mas vai ser difícil, sejamos honestos. Se a gente conseguir o ouro vai ser muito bom. Vamos buscar a medalha pela gente e, também, pelos outros que não conseguiram no individual - disse o francês.

Teddy Riner perdeu para o russo Tamerlam Bashaev, nas quartas de final da categoria acima de 100kg, na última quinta-feira. A derrota foi uma surpresa, especialmente, porque o francês é considerado por muitos como o maior judoca da história. Apesar disso, Riner valorizou o bronze e destacou que estava feliz e orgulhoso.

- Medalha de bronze tem um super peso. Não tive o ouro mas, eu estou muito orgulhoso e muito feliz. E quero "saborear" essa medalha, porque foi muito difícil. Honestamente, me digam se estou errado, mas voltei para um excelente nível, só é meio frustrante não ter o ouro, mas tem que passar por cima disso. Estou feliz, e espero que um outro dia serei ouro, eu espero mais uma vez.

Vale ressaltar que Teddy Riner defendeu uma invencibilidade no judô que começou em 2010 e terminou em 2020 - antes da pandemia. A primeira derrota depois deste longo período de tempo veio para o japonês Kokoro Kageura, que não garantiu vaga em Tóquio.

- Eu, velho? (risos). Se não tivesse conseguido essa medalha, talvez te respondesse que sim. Mas quando olho essa medalha, te digo que eu estou feliz, mas não estou velho (risos). Eu já tive o ouro em Mundiais, mas algum momento isso ia ter que acontecer, mas estou aqui ainda (risos). Então só consigo estar orgulhoso de mim mesmo. Sério, estou muito feliz com a medalha - disse Riner.

Riner terá 35 anos nos próximos Jogos Olímpicos, que serão disputados em Paris, em 2024. Na coletiva, contudo, o francês não quis falar sobre a próxima edição das Olimpíadas e, em bom tom, disse que vai "deixar tudo em seu tempo".

- Não vou falar de Paris, agora vou descansar. Acho que todos nós precisamos de repouso agora, aproveitar a família. A Olimpíada é em casa, mas vamos deixar tudo em seu tempo. Mas não vai ter fuso horário, nem qualificações, pode ser mais fácil - concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos