Mercado abrirá em 6 h 11 min
  • BOVESPA

    102.814,03
    +589,77 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.796,30
    +303,78 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,25
    -0,70 (-1,00%)
     
  • OURO

    1.794,00
    +8,80 (+0,49%)
     
  • BTC-USD

    56.647,64
    -754,28 (-1,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.429,76
    +0,83 (+0,06%)
     
  • S&P500

    4.655,27
    +60,65 (+1,32%)
     
  • DOW JONES

    35.135,94
    +236,60 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.109,95
    +65,92 (+0,94%)
     
  • HANG SENG

    23.415,08
    -437,16 (-1,83%)
     
  • NIKKEI

    28.054,63
    -229,29 (-0,81%)
     
  • NASDAQ

    16.325,00
    -65,75 (-0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3409
    +0,0117 (+0,18%)
     

Tecnologia inovadora pode mudar mercado de petróleo, mas oferta de aquisição hostil ameaça avanço

·3 min de leitura

Com o preço do petróleo WTI e Brent próximo à US$ 85 o barril e a OPEP+ se recusando a aumentar a produção, as areias petrolíferas do mundo poderiam ser uma alternativa para contornar a crise energética global. 

Isso poderia acontecer se não fosse por dois problemas sérios: as areias betuminosas são caras para extrair e muito poluentes para serem consideradas, já que a pressão aumenta para lidar com a mudança climática.

Porém, a Petroteq Energy Inc, uma empresa de alta tecnologia, criou e patenteou uma maneira de extrair petróleo de areias betuminosas com menor impacto ambiental e por um preço médio de US$ 25/barril. 

A tecnologia em questão recebeu o nome de CORT, sigla para “Clean Oil Recovery Technology” (Tecnologia de Recuperação de Petróleo Limpo). O objetivo é transformar areias betuminosas bloqueadas em uma fonte viável de petróleo bruto de alta qualidade enquanto mitiga a contaminação do solo.

Oferta hostil

A o CORT não é uma tecnologia especulativa; já está comprovado e já está instalado e funcionando.

A Petroteq já começou a utilizar sua nova tecnologia em Utah, estado dos EUA, e o sucesso levou a uma oferta pública hostil.

A empresa recebeu uma oferta de aquisição não solicitada da Viston United Swiss AG por um valor de US$ 500 milhões, o que representa um prêmio de quase 280% sobre os preços das ações imediatamente antes da oferta de aquisição.

Desde a oferta de aquisição , as ações da Petroteq tiveram um alto volume de negociação, com os preços das ações quase dobrando.

E tudo está acontecendo em um momento de alta dos preços do petróleo e disparada do interesse dos investidores em soluções limpas para a indústria de combustíveis fósseis.

Com isso, é esperado também que outras companhias de petróleo estejam atentas e se movimentem frente à proposta de aquisição à medida que o setor continua aquecido.

Entendendo a nova tecnologia

A CORT pode mudar as areias petrolíferas para sempre. Parte da atratividade dessa tecnologia é a sua versatilidade. 

Ela pode ser aplicada a depósitos úmidos de petróleo tão facilmente quanto em depósitos úmidos de água. 

Em outras palavras, o CORT é usado para extração de areias betuminosas, mas também pode ser usado na remediação de outros recursos naturais.

Em ambos os casos, ela conseguiu produzir petróleo de alta qualidade e areia limpa. 

Liderado por RG Bailey, engenheiro químico que atuou por cinco anos como presidente da Exxon na região do Golfo Pérsico, o CORT torna possível extrair petróleo de areias betuminosas sem usar água. 

Isso significa que não há água residual e nenhum lago tóxico, ambos os quais têm sido obstáculos ambientais severos para as areias petrolíferas. 

A CORT opera em circuito fechado, recuperando mais de 95% dos solventes que utiliza na extração e reciclagem. Os 5% restantes ficam dentro do óleo extraído.

Uma vez que o minério é lavado com a tecnologia CORT, a areia é remediada e se torna um solo ambientalmente limpo. E a própria terra é então viável para uso, em vez de ser transformada em um lago tóxico. 

Por fim, a areia pode permanecer ou pode ser movida e vendida para gerar receita adicional.

Com a mudança climática e o foco dos fundos de investimentos ESG direcionado para investimentos em energia limpa em todos os setores, a CORT está se movendo para os holofotes com bastante rapidez, como ficou claro pela oferta de aquisição hostil.

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos