Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.288,54
    +2.026,91 (+5,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Tecnologia: empresas do ramo são líderes em IPOs na B3

·2 minuto de leitura
Businessman checking stock market data
Businessman checking stock market data
  • Multilaser é o mais novo grupo a ter capital aberto na bolsa do Brasil

  • Já são 16 empresas da área tecnológica listadas na B3

  • As companhias do setor ainda são minoria no Ibovespa

Seguindo a tendência de outras empresas de tecnologia brasileiras, a Multilaser (MLAS3) estreou nesta quinta-feira na B3. A companhia se torna, assim, a mais nova das 16 empresas do setor tecnológico a ser listada na bolsa de valores brasileira. 

O lançamento se deu após a realização de seu IPO (sigla em inglês que significa oferta pública inicial), processo no qual as ações de uma empresa passam a ser ofertadas ao público geral na bolsa de valores. Dos IPOs realizados em 2021, nove foram de empresas da área tecnológica. O número mostra uma nova tendência no mercado brasileiro, em que grande parte dos investimentos são postos em empresas de commodities. Até recentemente, empresas do setor priorizavam abrir seus capitais na bolsa de valores americana.

Leia também:

Esse novo direcionamento foi percebido a partir do IPO da Locaweb (LWSA3) no início de 2020, que levantou mais de R$ 1,30 bilhão. O preço das ações da empresa cresceram cerca de 400% nos primeiros 12 meses após a oferta. Desde então, outras 12 empresas do ramo abriram seu capital na B3, além de outras 26 que aguardam aprovação na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Além da Locaweb e da Multilaser, a GetNinjas (NINJ3) foi outra empresa de tecnologia a realizar IPO recentemente. A previsão é que as companhias aproveitem o relativo vácuo de tecnológicas na bolsa brasileira, preferindo utilizar a força de seus nomes no Brasil para atrair investidores em lugar de serem empresas médias na bolsa dos Estados Unidos. 

No entanto, ao contrário do mercado americano, as empresas de tecnologia são minoria na bolsa de valores brasileira. Menos de 1% das ações do Ibovespa são de empresas estritamente tecnológicas, contra os quase 21,91% que representam os papéis da Vale (VALE3) e Petrobras (PETR3, PETR4) juntas. Por outro lado, no mercado americano as maiores empresas do país são de tecnologia, somando mais de 22% de representatividade no índice S&P 500.

As informações são da Exame Invest.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos