Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    49.039,60
    +1.603,79 (+3,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Tecnologia da NASA acelera embarques e decolagens de aviões; veja como

·1 min de leitura

A NASA trabalha em parceria com o FAA, órgão regulador da aviação nos Estados Unidos, para agilizar os embarques e decolagens nos aeroportos do país. Segundo a agência espacial, uma tecnologia está em testes há quatro anos e detectou inúmeros gargalos operacionais que atrasam o trabalho em solo nos terminais. Quando colocado em prática, esse novo sistema, chamado de Terminal Flight Data Manager (TFDM), trouxe muita economia de tempo e, até, de combustível.

Por meio de um software, a tecnologia detecta todos os movimentos que estão relacionados com a aeronave, desde o check-in dos passageiros até o taxiamento na pista. Os cálculos são feitos automaticamente e avisam aos operadores em solo e tripulação o que pode ser feito para economizar tempo. Como os aviões estão sempre ligados nessas situações, com menos tempo em solo, há mais economia de combustível.

Segundo a agência, nos testes realizados no Aeroporto Internacional de Orlando, na Flórida, a economia de combustível chegou a mais de 3,78 milhões de litros de querosene, além de 933 horas de voo e US$ 4,5 milhões em gastos operacionais.

"À medida que implementamos este software, a experiência de viagem fica melhor para os passageiros, enquanto as emissões da aviação diminuem. É uma situação em que todos ganham.A NASA continua sendo um parceiro importante nos esforços da FAA para construir um sistema de aviação sustentável", disse Steve Dickson, chefe do FAA.

No Brasil, os sistemas de embarque também estão sendo aperfeiçioados, como os testes com autorização de entrada da tripulação e passageiros por meio de reconhecimento facial.

A NASA planeja implementar o TFDM em outros 26 aeroportos nos EUA em um futuro próximo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos