Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.068,55
    -1.120,02 (-1,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.725,96
    -294,69 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,40
    -1,85 (-2,49%)
     
  • OURO

    1.799,00
    +16,60 (+0,93%)
     
  • BTC-USD

    16.838,15
    -155,46 (-0,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    394,86
    -7,18 (-1,79%)
     
  • S&P500

    3.933,92
    -7,34 (-0,19%)
     
  • DOW JONES

    33.597,92
    +1,58 (+0,00%)
     
  • FTSE

    7.489,19
    -32,20 (-0,43%)
     
  • HANG SENG

    18.814,82
    -626,36 (-3,22%)
     
  • NIKKEI

    27.686,40
    -199,47 (-0,72%)
     
  • NASDAQ

    11.498,75
    -67,25 (-0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4665
    -0,0122 (-0,22%)
     

Tecno Eagle Eye Lens é primeira lente telefoto do mundo com prisma duplo

Apesar de não ser muito conhecida no Brasil, a Tecno — uma empresa-irmã da Infinix — anunciou nesta terça-feira (22) a Eagle Eye Lens, primeira lente telefoto periscópio do mundo a utilizar dois prismas para ampliar a imagem. Integrada a uma sistema de estabilização óptica de imagem (OIS) e algoritmos de Inteligência Artificial, a tecnologia seria capaz de mover os prismas para acompanhar e manter em foco objetos em movimento, ao mesmo tempo em que reduz drasticamente os tremidos resultantes da ampliação.

Celulares que utilizam uma telefoto periscópio, como o Galaxy S22 Ultra, adotam um prisma para curvar a luz e possibilitar que um zoom de amplo fator seja aplicado sem ser necessário o uso de enormes lentes, como em câmeras profissionais.

Normalmente oferecendo aproximação de 5x ou 10x, essa solução costuma entregar boas capturas para ambientes e objetos estáticos, graças ao uso de OIS, mas é praticamente incapaz de acompanhar objetos em movimento, em virtude do funcionamento da ampliação.

A Eagle Eye Lens da Tecno busca resolver esse problema ao ser a primeira do mundo a empregar dois prismas, ambos munidos de um eixo para se movimentarem. Enquanto um deles pode rotacionar entre +/- 8°, o outro pode chegar a +/- 10° de inclinação. Combinados a um algoritmo de IA especial desenvolvido pela empresa, o conjunto conseguiria rastrear objetos, mantendo-os em foco mesmo com o zoom.

A companhia garante que a novidade funciona para fotos e vídeos, e poderia até mesmo acompanhar carros de corrida, alguns dos elementos mais difíceis de rastrear pela velocidade que atingem, aplicando um OIS aprimorado também auxiliado por IA. Para estrear a inovação, a Tecno revelou que está trabalhando em seu primeiro smartphone topo de linha, o Phantom X2, com lançamento marcado para 7 de dezembro.

Além da Eagle Eye Lens, o aparelho embarcaria o chamado Super Night Mode, que combinaria outro algoritmo da fabricante com as capacidades do MediaTek Dimensity 9000 — o chipset confirmado para estar presente no coração do dispositivo — para entregar "fotos noturnas mais iluminadas sem ruído". Outras características da ficha técnica não foram reveladas, mas pelo foco no segmento high-end, podemos esperar por configurações avançadas.

Vale destacar que a Tecno ainda não atua oficialmente no Brasil, mas a irmã Infinix sim. Ainda que nada tenha sido anunciado, há a possibilidade das marcas colaborarem futuramente, ao estilo de outros grupos como Realme, Vivo Mobile, IQOO, OPPO e OnePlus, em um eventual Infinix embarcado com a novidade.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: