Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.132,20 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,62 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    51,92
    -0,44 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.819,00
    -10,90 (-0,60%)
     
  • BTC-USD

    35.777,86
    -156,30 (-0,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    697,76
    -37,38 (-5,08%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    28.319,10
    -200,08 (-0,70%)
     
  • NASDAQ

    12.763,50
    -38,75 (-0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3832
    -0,0094 (-0,15%)
     

Técnicos são os menores problemas do Vasco. Os dirigentes destruíram o clube

Alexandre Praetzel
·1 minuto de leitura
Alexandre Campello deixará o Vasco no Z4 da Série A do Brasileiro. Foto: Thiago Ribeiro/AGIF
Alexandre Campello deixará o Vasco no Z4 da Série A do Brasileiro. Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

O Vasco demitiu Sá Pinto. O técnico português chegou ao clube, em outubro, para um contrato até o final da Série A do Brasileiro. Foram 15 jogos, com três vitórias, cinco empates e sete derrotas, contando com a eliminação nas oitavas-de-final da Copa Sul-Americana.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Sá Pinto veio como uma aposta do presidente Alexandre Campello, que demitiu Ramon Menezes, alegando que não poderia esperar a entrada no Z4, para trocar o treinador. Quando Ramon saiu, o time tinha 18 pontos. Agora, tem 28 e ocupa a 17ª posição. Deu tudo errado.

Leia também:

Só para constar que os técnicos são os menores problemas vascaínos. O Vasco viveu mais uma gestão falimentar, com atrasos constantes de salários e brigas políticas internas. O novo presidente, Jorge Salgado, ganhou a eleição, via decisão judicial mais uma vez. Os dirigentes destruíram a instituição, nos últimos 15 anos.

Ao Vasco, restam tradição, história e uma torcida espetacular. O elenco é limitadíssimo e nenhum técnico fará milagres. A largada da equipe, com a presença na ponta de cima da classificação foi apenas mais um sonho de que as coisas iriam mudar. A realidade vascaína sempre foi lutar para não cair e ela bateu à porta com força, outra vez.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos