Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,82 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,44 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,20
    +0,44 (+0,53%)
     
  • OURO

    1.796,20
    -0,10 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    61.447,13
    +261,74 (+0,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,70 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,92 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,43 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.584,80
    -220,05 (-0,76%)
     
  • NASDAQ

    15.324,50
    -16,50 (-0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5787
    -0,0021 (-0,03%)
     

TCL pode lançar celular com módulo de câmeras destacável

·3 minuto de leitura

A TCL, marca chinesa de dispositivos eletrônicos, pode estar com planos de lançar um smartphone com módulo destacável de câmeras. Alguns detalhes foram divulgados por meio de uma patente registrada pela companhia no dia 11 de maio de 2021, e aprovada por uma agência de regulamentação chinesa nesta terça-feira (28).

Patente mostra celular com câmera destacável e tela sem entalhe (Imagem: LetsGoDigital)
Patente mostra celular com câmera destacável e tela sem entalhe (Imagem: LetsGoDigital)

A patente também dá uma ideia de como pode ser o design do novo celular, com cantos bastante retos e as câmeras centralizadas na tampa posterior. No total seriam duas lentes — provavelmente uma principal e outra ultrawide —, localizadas em um pequeno módulo que fica encaixado por meio de dois conectores, dentro de um compartimento específico. Para retirar as câmeras, o usuário precisaria posicionar o dedo em um vão do lado direito e então puxar levemente para fora.

O objetivo principal do módulo destacável seria utilizar as mesmas câmeras também para selfies — assim como ocorre no sistema de Flip Camera dos últimos Zenfone, por exemplo. Nesse caso, ele seria posicionado na borda superior esquerda do display, onde os mesmos dois conectores magnéticos ficariam expostos. Até mesmo quem não costuma utilizar frequentemente a câmera frontal poderia se beneficiar, já que o display ficaria livre de entalhes ou furos, com aproveitamento máximo do espaço utilizado.

Câmera destacável possibilitaria muitas funções novas, mas deixa vários problemas estruturais (Imagem: I-Nung Huang)
Câmera destacável possibilitaria muitas funções novas, mas deixa vários problemas estruturais (Imagem: I-Nung Huang)

Existem pelo menos dois problemas principais que não são mencionados na patente: primeiramente, a marca precisaria pensar em alguma forma de proteção para os conectores das câmeras, já que eles ficariam expostos ao ambiente, podendo sofrer danos por umidade ou poeira. Além disso, choques físicos também seriam um problema para o pequeno módulo, que poderia se desprender facilmente em quedas, e então ser perdido ou até mesmo sofrer avarias — o conjunto de lentes e sensores de câmeras estão entre os componentes mais frágeis de um smartphone.

Por outro lado, a tecnologia poderia permitir um maior nível de personalização das câmeras, com múltiplas opções de lentes vendidas separadamente, por exemplo, lembrando a proposta do Google com o Projeto Ara. Além disso, os usuários poderiam fazer a troca do conjunto por um mais moderno depois de um tempo, sem necessariamente precisar trocar o celular inteiro.

Outro ponto é que as câmeras poderiam até mesmo funcionar sem contato com o celular, para oferecer uma experiência mais portátil e remota, como uma espécie de "mini GoPro" — entretanto, nesse caso o módulo precisaria trazer pelo menos uma bateria embutida, além de algum tipo de conexão sem fio com o smartphone ou armazenamento próprio. Porém, os objetivos reais da TCL ainda não foram divulgados, e todas as possibilidades não passam de especulação.

De qualquer forma, a aprovação de uma patente não significa necessariamente que a TCL irá implementar a tecnologia em algum smartphone futuro a curto prazo, e nem é certo se a marca realmente adotará o recurso. Depois dessa fase de projetos, as novidades ainda precisam passar por testes de construção e uma avaliação de viabilidade econômica de produção em grande escala.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos