Mercado abrirá em 8 h 36 min

Taxa de desemprego fica em 11,2% em janeiro, diz IBGE

NICOLA PAMPLONA
SÃO PAULO, SP, 17.09.2019 - Desempregados enfrentam fila em busca de uma oportunidade de trabalho na 4° edição do Mutirão de Emprego, na sede do Sindicato dos Comerciários, centro de São Paulo. Serão oferecidas mais de 4 mil vagas em empresas de diversos segmentos. (Foto: Danilo Verpa/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A taxa de desemprego iniciou 2020 mantendo tendência de queda. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Brasil tinha 11,2% de desempregados em janeiro, contra 11,6% no trimestre encerrado em outubro.

Isso significa que 11,9 milhões de brasileiros procuraram emprego entre novembro e janeiro, uma redução de 453 mil em relação ao trimestre móvel imediatamente anterior. O dado ainda pega efeitos de contratações temporárias para o Natal, já que inclui os dois últimos meses de 2019.

O resultado ficou um pouco abaixo das previsões de mercado. Analistas ouvidos pela Bloomberg estimavam taxa de 11,3%.

De acordo com o IBGE, a taxa de informalidade caiu em relação ao trimestre móvel anterior. Em janeiro, eram 40,7% da população ocupada, ou 38,3 milhões de pessoas. No trimestre encerrado em outubro, a taxa foi de 41,2%.

A taxa de subutilização da força de trabalho também recuou, chegando a 23,2%, 0,6 pontos percentuais a menos do que o registrado no trimestre encerrado em outubro.

O rendimento médio do trabalhador brasileiro ficou em R$ 2.361, estável em relação aos R$ 2.317 do trimestre encerrado em outubro, segundo o IBGE.