Mercado fechado

Tattoo do futuro: transumanista implanta LEDs na pele (e mais alguns gadgets)

Redação

Da ficção para a realidade, os primeiros ciborgues da vida real já surgiram a algum tempo, com organismos formados pela fusão de partes orgânicas e artificiais, mas agora outras formas de implantes "biônicos" estão começando a tomar espaço. Mesmo distante da força mortífera de um Exterminador do Futuro, moradores do Reino Unido hackeiam e ampliam os limites do corpo para além das necessidades médicas, em um movimento conhecido como transumanismo.

Um exemplo é a engenheira Winter Mraz, que deu start em seu processo de transumanização, após um grave acidente de carro — quando viu ser implantada em seu corpo uma nova patela (chamada antigamente de rótula, osso localizado na frente do joelho) impressa em 3D. Essa foi sua primeira experiência com dispositivos projetados para resolver problemas médicos que são o tipo mais comum de tecnologia ciborgue e consideradas “padrão”.

"Tatuagem" com implante de LED similar à de Mraz (Foto via Vice) 

No entanto, um número crescente de pessoas, incluindo a própria Mraz, está empenhado em melhorar voluntariamente seus corpos com a tecnologia e, às vezes, por razões mais estéticas do que práticas. Para a BBC Escócia, Mraz e outros transumanistas deram depoimento sobre a decisão de inserir diferentes tipos e formas de tecnologia em seus corpos, como novos gadgets.

Além da substituição do osso e um implante contraceptivo, Mraz instalou um chip de identificação por radiofrequência na mão esquerda que a permite abrir a porta de sua casa, sem o uso de chaves. Na mão direita, ela tem outro implante, com microchip, que funciona como cartão de visitas, mas também pode ser usado para armazenar informações médicas, em casos de emergência. No dedo meio da mesma mão, tem também um ímã que a permite sentir campos eletromagnéticos.


Recentemente, também implantou dois LEDs luminosos acionados por ímã, em sua mão, por gostar do efeito deles em seu corpo. Para Marz, esses implantes "são mais uma opção que as pessoas têm" para customizar seu corpo e se popularizaram pelo fato de estarem cada vez melhores e mais funcionais.

De fato, as pessoas têm modificado seus corpos por razões estéticas há milênios, e prova disso são as tatuagens. Por isso não é surpreendente que essas modificações e customizações no corpo humano evoluam para incluir as novas tecnologias. Talvez, esses implantes sejam as novas tatuagens do século XXI, só que um pouquinho menos underground. E mais cyberpunk, talvez.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: