Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.641,17
    +1.570,94 (+2,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Tatá Werneck desmente morte de Paulo Gustavo

·4 minuto de leitura
**ARQUIVO** SÃO PAULO, SP,  04.06.18 -  A atriz e apresentadora Tatá Werneck. (Foto: Marcus Leoni/Folhapress)
**ARQUIVO** SÃO PAULO, SP, 04.06.18 - A atriz e apresentadora Tatá Werneck. (Foto: Marcus Leoni/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O estado de saúde do ator Paulo Gustavo, 42, se encontra em uma grave situação desde esta segunda-feira (3). A humorista e amiga de Paulo, Tatá Werneck, 37, afirmou que apesar do estado crítico de saúde, o artista está vivo.

"A situação do Paulo é muito grave. Mas ele está vivo. Parem. Parem de querer ganhar likes em cima dele", escreveu a atriz em seu Twitter. "Nesse momento ele está vivo. Deixem o Paulo em paz. Deixem meu amigo em paz!", completou.

Segundo o último boletim médico divulgado, o ator voltou a apresentar piora em seu estado de saúde no domingo (2) e seu estado clínico agora é considerado "instável e de extrema gravidade". Ele está internado da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e vinha apresentando melhoras.

Na tarde desta terça-feira (4), o Balanço Geral (Record) mostrou imagens da família do humorista na entrada do hospital em que o ator está internado. Pelas imagens é possível ver o pai do ator, Júlio Márcio Monteiro de Barros, abraçando a filha, Juliana Amaral, extremamente emocionados.

Em 2 de maio, o ator havia chegado a acordar e interagir com a equipe médica e com o seu marido no período da tarde. “À noite, subitamente, houve piora acentuada do nível de consciência e dos sinais vitais, quando novos exames demonstraram ter havido embolia gasosa disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa”, afirma o boletim.

Celebridades como Mônica Martelli, Carolina Dieckmann e até mesmo Tatá pedem orações pela recuperação do humorista, que está internado desde o dia 13 de março por complicações da Covid-19. "Paulo, eu estou com muita saudade...muita. Eu estou aqui, falando e espalhando aos quatro ventos, que eu te amo", afirmou Carolina Dieckmann.

HISTÓRICO

O humorista está internado desde o dia 13 de março. A informação foi divulgada pela assessoria de imprensa do artista dois dias depois, no dia 15. Na ocasião, o marido dele, Thales Bretas, disse que ele estava melhorando e agradeceu o carinho dos fãs. O ator é pai de dois meninos.

Pouco mais de uma semana após a internação, no dia 21 de março, o ator precisou ser intubado porque estava com dificuldade para respirar. Na época, foi divulgado que o procedimento era uma precaução e Bretas disse que era "mais um passo na cura da infecção".

"[Paulo] foi sedado e intubado para que a cura consiga se estabelecer nos seus pulmões sem cansá-lo tanto com a falta de ar que o incomodava", disse. "Estou calmo, confiante e tenho certeza de que será um passo importante para a melhora completa do nosso guerreiro! Ele que é jovem, saudável, sem comorbidades e super cuidadoso, está passando por isso."

O ator respondeu bem ao tratamento e teve uma evolução positiva nos dias seguintes. Porém, no dia 2 de abril, o estado de saúde dele piorou. Ele acabou precisando mudar de tratamento e passou a respirar com a ajuda de ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorpórea), uma espécie de pulmão artificial usado apenas em casos mais graves.

Dois dias depois, Paulo Gustavo precisou passar por uma pleuroscopia, para que a equipe médica pudesse verificar a condição de seus pulmões. Na ocasião, foi identificada uma fístula broncopleural, espécie de comunicação anormal entre os brônquios e a pleura. Ela foi corrigida.

Em 7 de abril, o marido de Paulo contou que o ator teve que receber uma transfusão de sangue. Segundo ele, devido ao ECMO, o paciente ficou "anticoagulado" e perdeu "um pouco de sangue". "Por isso precisou tomar algumas bolsas de sangue", explicou. Na mesma publicação, ele também incentivou as pessoas a irem doar sangue.

Porém, dias depois foi realizada uma toracoscopia, na qual uma nova fístula broncopleural foi identificada e corrigida. De acordo com comunicado da assessoria de imprensa do humorista, o procedimento foi um sucesso.

No dia 11, o boletim médico dizia que a situação clínica do ator continuava crítica. "Todos os profissionais têm se empenhado incessantemente pela sua recuperação", diz a nota publicada nas redes sociais.

"As diversas complicações pulmonares já demandaram procedimentos invasivos como broncoscopias, pleuroscopias e colocação de dispositivos intrapulmonares", continua o texto. "Às fístulas broncopleurais identificadas e tratadas somaram-se a complicações hemorrágicas, mas que vêm respondendo, de certa forma satisfatória, à reposição dos fatores da coagulação deficitários."

No dia 3 de maio, boletim médico informou que Paulo Gustavo teve uma súbita piora.