Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.980,20
    +2.684,02 (+2,53%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.813,58
    -76,08 (-0,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,45
    -0,31 (-0,37%)
     
  • OURO

    1.808,00
    +11,70 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    62.777,43
    +2.009,63 (+3,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.505,30
    +1.262,62 (+520,28%)
     
  • S&P500

    4.566,48
    +21,58 (+0,47%)
     
  • DOW JONES

    35.741,15
    +64,13 (+0,18%)
     
  • FTSE

    7.222,82
    +18,27 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    26.132,03
    +5,10 (+0,02%)
     
  • NIKKEI

    28.600,41
    -204,44 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    15.500,00
    +159,00 (+1,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4513
    -0,1295 (-1,97%)
     

Tamires minimiza vantagem do Corinthians na final do Brasileirão Feminino: 'Ficou para trás'

·2 minuto de leitura



TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Relembre a estreia de grandes jogadores do Corinthians na última década

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, Tamires, lateral-esquerda da equipe alvinegra, falou sobre esse ligeiro favoritismo pelo triunfo no primeiro jogo. Ela, porém, rechaçou esse fato e optou por focar nesses novos 90 minutos, que formarão uma nova partida e uma nova história a escrever.

- Acho que a gente tem que entrar no jogo pensando que é uma final, que são 90 minutos, nada aconteceu, o que ficou para trás, ficou para trás. Talvez no finalzinho do jogo, faltando um ou dois minutos para acabar, a gente pense nessa vantagem mínima, realmente, e aí a gente tente trazer o jogo segurando o resultado, mas o Corinthians é um time que joga para frente, que tenta impor seu estilo de jogo, tem sua maneira de jogar, tem seu plano de jogo.

- Acho que a gente tem que ir com essa cabeça, concentrada para a hora do jogo para fazer o melhor nos 90 minutos, e aí sim, depois disso, a gente poder refletir de tudo o que a gente fez, mas espero que a gente possa dar o nosso melhor nos 90 minutos, esquecendo do que ficou, do que possa vir.

Experiente, com histórico pelo clube e pela Seleção Brasileira, Tamires já passou por outras decisões e outros Dérbis, mas o "friozinho na barriga" continua aparecendo. Segundo a lateral, é esse tipo de sensação que faz com que ela e suas companheiras busquem sempre o melhor a cada partida.

- Eu tenho friozinho todos os jogos, em Dérbi então, a gente sempre sente essa emoção, é mais motivador, a gente tem que estar preparada, concentrada, mas toda vez que eu entro em campo, eu sinto essa coisa boa, porque eu acho que se a gente não sentir isso, a gente não pode jogar futebol, não é isso que a gente pode fazer - declaro antes de completar:

- Quando a gente é apaixonada pelo que a gente faz, a gente sempre sente esse frio na barriga, essa emoção durante o jogo, chega no jogo a gente já quer dar um tapa na bola para dar uma tranquilizada. Eu acho que isso faz parte desse momento, faz parte desse Dérbi, eu acho que isso é o que nos move a cada dia a querer sempre tentar, sempre fazer o nosso melhor.

Tamires - Corinthians
Tamires - Corinthians

Tamires concedeu coletiva (Foto: Marco Galvão/Agência Corinthians)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos