Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.700,67
    +405,99 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.514,10
    +184,26 (+0,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,33
    -0,13 (-0,20%)
     
  • OURO

    1.765,90
    -0,90 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    63.230,29
    +189,08 (+0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.396,19
    +15,24 (+1,10%)
     
  • S&P500

    4.170,42
    +45,76 (+1,11%)
     
  • DOW JONES

    34.035,99
    +305,10 (+0,90%)
     
  • FTSE

    6.983,50
    +43,92 (+0,63%)
     
  • HANG SENG

    28.793,14
    -107,69 (-0,37%)
     
  • NIKKEI

    29.642,69
    +21,70 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    14.011,25
    -2,75 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7196
    -0,0015 (-0,02%)
     

Tailândia adia vacinação com fármaco da AstraZeneca

·1 minuto de leitura
Autoridades tailandesas decidiram adiar o uso da vacina da AstraZeneca

A Tailândia decidiu adiar o início da campanha de vacinação com o fármaco da AstraZeneca, anunciaram as autoridades de saúde, em meio aos temores de que a vacina poderia provocar trombose.

A campanha de vacinação com as doses da vacina Oxford/AstraZeneca deveria começar nesta sexta-feira e o primeiro-ministro Prayut Chan-O-Cha seria o primeiro a receber o imunizante.

Mas o evento foi cancelado e substituído por uma entrevista coletiva das autoridades de saúde.

"A administração das vacinas aos tailandeses deve ser segura, não temos que ter pressa", disse Piyasakol Sakolsatayadorn, assessor do comitê nacional que coordena a campanha de vacinação contra a covid-19 no país.

"Embora a qualidade do AstraZeneca seja boa, alguns países pediram um adiamento de seu uso e nós também vamos adiar", acrescentou.

Na quinta-feira, Dinamarca, Islândia e Noruega anunciaram a suspensão do uso da vacina da AstraZeneca contra a covid-19, alegando o princípio da "precaução".

A Áustria parou de administrar um lote destas vacinas após a morte de uma enfermeira de 49 anos por "graves problemas de coagulação" dias após ser vacinada.

O laboratório anglo-sueco e o governo britânico reagiram e defenderam a vacina como "segura" e "eficaz".

"Esperamos até que Dinamarca e Áustria informem suas conclusões", afirmou o virologista Yong Poovarawan.

"Adiamos para que seja estabelecido se (os efeitos colaterais) são causados pela vacina ou se é apenas em um lote específico", disse o virologista, acrescentando que o lote recebido pela Tailândia foi fabricado na Ásia.

O país iniciou a campanha de vacinação há um mês com o fármaco do laboratório chinês Sinovac.

A Tailândia conseguiu frear a pandemia com medidas severas. O país registrou 26.000 casos e 85 mortes por covid-19.

tp-dhc/rma/juf/ahe/erl/fp