Mercado fechado
  • BOVESPA

    101.259,75
    -657,98 (-0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.707,72
    +55,53 (+0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    39,78
    -0,86 (-2,12%)
     
  • OURO

    1.903,40
    -1,20 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    12.953,64
    +57,05 (+0,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,05
    -1,40 (-0,54%)
     
  • S&P500

    3.465,39
    +11,90 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    28.335,57
    -28,09 (-0,10%)
     
  • FTSE

    5.860,28
    +74,63 (+1,29%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,65 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.516,59
    +42,32 (+0,18%)
     
  • NASDAQ

    11.669,25
    +19,50 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6639
    +0,0538 (+0,81%)
     

Títulos emergentes ajudam a compensar risco de ações, diz Pimco

Sydney Maki
·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A dívida de países em desenvolvimento pode ser uma maneira atraente de compensar o risco das ações, já que os títulos ainda têm fôlego para um rali, de acordo com a Pacific Investment Management.

“Uma cesta de títulos de mercados emergentes pode oferecer o mesmo apelo que investidores há muito tempo buscam nos títulos do Tesouro dos EUA”, proporcionando estabilidade do portfólio quando as ações despencam, disseram o responsável de gestão de portfólio de mercados emergentes, Pramol Dhawan, e o analista de pesquisa quantitativa, Ran Duan.

Com retornos mais altos e uma correlação negativa semelhante com ações como os títulos dos EUA, a Pimco recomenda uma cesta de títulos de mercados emergentes de alta qualidade, como China, Polônia, República Tcheca, Israel, Cingapura, Coreia do Sul, Peru e Chile. Os títulos do governo chinês de cinco anos, por exemplo, subiram 20 pontos-base e deram retorno de mais de 1% durante o abalo causado pela Covid-19 em março, enquanto os títulos do Tesouro dos EUA de cinco anos subiram mais de 95 pontos-base e geraram retorno acima de 4,5%.

Dhawan e Duan recomendam fazer hedge de riscos cambiais para preservar o valor de cobertura dos títulos.

“As incógnitas do cenário pós-Covid exigem maior atenção à construção de portfólio”, escreveram. “Os investidores podem querer avaliar caminhos alternativos para uma carteira mais eficiente e um fluxo diversificado de retornos.”

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.