Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.954,70
    +2.575,78 (+2,40%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.711,98
    +444,78 (+1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,86
    +1,80 (+4,18%)
     
  • OURO

    1.804,90
    -32,90 (-1,79%)
     
  • BTC-USD

    19.039,60
    +587,64 (+3,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    378,50
    +8,75 (+2,37%)
     
  • S&P500

    3.635,41
    +57,82 (+1,62%)
     
  • DOW JONES

    30.046,24
    +454,97 (+1,54%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.588,20
    +102,00 (+0,39%)
     
  • NIKKEI

    26.165,59
    +638,22 (+2,50%)
     
  • NASDAQ

    12.077,75
    +172,50 (+1,45%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3893
    -0,0510 (-0,79%)
     

Título, vice e bom histórico: Mancini costuma ir bem na Copa do Brasil

Gabriel Santos
·1 minuto de leitura


O Corinthians tem um trunfo no banco de reservas para vencer a Copa do Brasil: o técnico Vagner Mancini. O experiente comandante possui bons números na carreira quando o assunto é o mata-mata nacional.

Sua primeira experiência na competição já foi com título. Em 2005, Mancini treinava o Paulista de Jundiaí e conquistou o título do torneio ao bater o Fluminense na grande final. Ao longo do caminho, o time paulista derrotou Juventude, Botafogo, Internacional, Figueirense e Cruzeiro.

Em 2013, Mancini também chegou a grande final do mata-mata nacional, desta vez comandando o Athletico Paranaense. Porém, o Furacão perdeu a grande decisão para o Flamengo, no Maracanã.

Ao longo da carreira, o técnico do Corinthians teve 21 classificações na Copa do Brasil e foi eliminado apenas sete vezes no torneio. Nesta temporada, ele dirigiu o Atlético-GO que eliminou o Fluminense. Na carreira, Mancini tem 55 jogos na Copa do Brasil, com 22 vitórias, 19 derrotas e 14 empates, um aproveitamento de 48%.

Vagner Mancini - Treino Corinthians
Vagner Mancini - Treino Corinthians

Mancini tem bons números na Copa do Brasil (Foto: Rodrigo Coca)