Mercado fechado

Tênis de cinco dedos não tem eficiência comprovada, afirma fabricante do modelo

Yahoo Brasil
Vibram

Hugh Jackman e Scarlet Johansson lançaram para o mundo uma moda. Um estranho sapato com os cinco dedos separados e que era vendido como algo confortável para os pés. Porém, a fabricante Vibram FiveFingers está próxima de pagar uma grande indenização para os usuários do calçado.

Depois de inúmeros testes não ficou comprovado que o tênis ajuda na prevenção de lesão ou fortalecimento de músculo. No processo judicial, a empresa admitiu que não pode comprovar nenhum benefício dos calçados.

Até a última semana, o site da Vibram anunciava: ‘Imagine um calçado que pode realmente ajudar a manter o seu pé saudável, fortalecendo os músculos dos pés e pernas, melhorando a amplitude dos movimentos e aumentando a recepção sensorial, importante para o equilíbrio e agilidade’. Marcas como Nike e Adidas lançaram modelos semelhantes nos últimos anos. O calçado da Vibram chegou ao mercado em 2005.

Agora a empresa foi forçada a retirar o apelo de benefícios à saúde, depois que um consumidor americano, Valerie Bezdek, entrou com um processo judicial contra a empresa em março de 2012, em Massachusetts, onde fica a sede da fábrica.

A Vibram foi fundada há 75 anos para fazer botas, mas em 2005 passou a fabricar sapatos ultraleves. Como parte do acordo de R$ 8,4 milhões no processo, a empresa concordou em retirar dos anúncios as afirmações relativas aos supostos benefícios à saúde, informou o jornal Daily Mail.