Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.710,08
    +210,22 (+0,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Tênis: Carreño conquista o bronze e deixa Djokovic sem medalha

·1 minuto de leitura
O espanhol Pablo Carreño Busta (dir.) cumprimenta o sérvio Novak Djokovic após conquistar o bronze dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 no Ariake Tennis Park, em Tóquio, em 31 de julho de 2021

O tenista espanhol Pablo Carreño (N.11) conquistou o bronze no torneio individual de tênis masculino em Tóquio-2020 ao vencer neste sábado o sérvio Novak Djokovic, que acabou encerrando sua participação no torneio de simples nestes Jogos sem medalha.

Diante de um Djokovic irreconhecível no Ariake Tennis Park, Carreño venceu por 6-4, 6-7 (6/8) e 6-3, naquela que foi a 13ª medalha do tênis espanhol em Jogos Olímpicos e a quarta no torneio individual masculino após Jordi Arrese (prata em 1992), Sergi Bruguera (prata em 1996) e Rafael Nadal (ouro em 2008).

Talvez ainda abalado devido à surpreendente derrota de sexta-feira diante de Alexander Zverev (na qual perdeu oito games consecutivos quando tinha a vitória encaminhada no segundo set), o cansaço (foi sua 9ª partida em uma semana, incluindo duplas mistas, e a 7ª em apenas 72 horas) e o sol do início da tarde, Djokovic esteve longe de seu nível, cometendo muito mais erros do que o normal.

Foi a segunda derrota consecutiva de Djokovic, que se despediu do sonho do Golden Slam em Tóquio mas pelo menos ainda tem a possibilidade de ganhar uma medalha, ao lado da compatriota Nina Stojanovic, na partida que vale a medalha de bronze, também neste sábado, contra os australianos Ashleigh Barty e John Peers.

Já Carreño fecha uma excelente semana em Tóquio, na qual conseguiu vencer os dois melhores tenistas da atualidade, Djokovic e o russo Daniil Medvedev (nas quartas de final) e só perdeu a semifinal para o também russo Karen Khachanov.

Na final do torneio de Tóquio-2020, Khachanov vai enfrentar Zverev no domingo.

mcd/psr/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos