Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.259,49
    -831,59 (-0,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.579,10
    -329,08 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,51
    -0,64 (-0,89%)
     
  • OURO

    1.815,80
    -45,60 (-2,45%)
     
  • BTC-USD

    38.639,91
    -1.538,25 (-3,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    961,10
    -31,37 (-3,16%)
     
  • S&P500

    4.223,70
    -22,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.033,67
    -265,66 (-0,77%)
     
  • FTSE

    7.184,95
    +12,47 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    28.436,84
    -201,69 (-0,70%)
     
  • NIKKEI

    29.291,01
    -150,29 (-0,51%)
     
  • NASDAQ

    13.938,50
    -42,75 (-0,31%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0738
    -0,0441 (-0,72%)
     

Syngenta pode ser avaliada em US$ 60 bi em IPO em Xangai: Fontes

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A Syngenta, gigante agrícola controlada pela China National Chemical Corp., escolheu bancos para uma oferta pública inicial na plataforma STAR de Xangai, inspirada na Nasdaq, segundo pessoas a par do assunto.

China International Capital Corp. (CICC) e Citic Securities estão entre os assessores que coordenam a venda de ações, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas. A Syngenta poderia ser avaliada em até US$ 60 bilhões em uma listagem, que poderia ocorrer ainda este ano, segundo as fontes.

A Syngenta acelerou os planos de IPO. Em entrevista à mídia alemã, o CEO Erik Fyrwald disse que a empresa havia iniciado o processo e espera realizar a listagem antes do final de 2021. A meta anterior da empresa era abrir o capital em meados de 2022.

Os detalhes do IPO podem mudar e mais bancos podem ser incluídos, disseram as pessoas. Um representante da Citic Securities não quis comentar, enquanto representantes da Syngenta e da CICC não responderam de imediato a pedidos de comentário.

Um IPO seria um novo capítulo para a Syngenta, que passou por uma reorganização depois que a ChemChina adquiriu a empresa por US$ 43 bilhões em 2017, marcando a maior aquisição estrangeira da China até o momento. A Syngenta Group incorporou outras unidades agrícolas da ChemChina, incluindo a Adama, e a divisão agrícola do conglomerado chinês Sinochem ano passado.

A nova Syngenta, com sede na Suíça, tem cerca de 49 mil funcionários em mais de 100 países, segundo o site da empresa, que agora possui quatro unidades de negócios: Syngenta Seeds, Syngenta Crop Protection, Adama e Syngenta Group China. A companhia registrou vendas de US$ 7,1 bilhões no primeiro trimestre de 2021, aumento de 20% em relação aos US$ 5,9 bilhões no mesmo período do ano passado, segundo dados do último balanço.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.