Mercado abrirá em 8 h 4 min
  • BOVESPA

    106.924,18
    +1.236,18 (+1,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.579,90
    +270,60 (+0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,35
    -2,14 (-1,94%)
     
  • OURO

    1.806,30
    -1,90 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    30.387,62
    +760,39 (+2,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    682,25
    +1,14 (+0,17%)
     
  • S&P500

    4.023,89
    +93,81 (+2,39%)
     
  • DOW JONES

    32.196,66
    +466,36 (+1,47%)
     
  • FTSE

    7.418,15
    +184,81 (+2,55%)
     
  • HANG SENG

    19.825,12
    -73,65 (-0,37%)
     
  • NIKKEI

    26.602,53
    +174,88 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.307,75
    -75,00 (-0,61%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2522
    -0,0069 (-0,13%)
     

Suspeito de vazar dados do Banco Pan é investigado pela Polícia Cívil

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Um morador de São João del-Rei, em Minas Gerais, está sendo alvo de investigação da Polícia Civil, que o considera suspeito de envolvimento com o vazamento de dados de clientes do Banco Pan. Durante a segunda-feira (25), foram cumpridos mandados de busca e apreensão deflagados pela Polícia Civil de São Paulo e Minas Gerais.

A polícia afirma que, após o crime, o suspeito estaria entrando em contato com clientes citados no vazamento de dados para exigir pagamentos em Bitcoin para o resgate das informações.

<em>Materias aprendidos em operação da Polícia Civil relacionada ao vazamento de dados do Banco Pan. (Imagem: Reprodução/Polícia Civil de SP)</em>
Materias aprendidos em operação da Polícia Civil relacionada ao vazamento de dados do Banco Pan. (Imagem: Reprodução/Polícia Civil de SP)

No total, os mandados foram cumpridos em cinco locais, e os agentes civis no processo apreenderam diversos itens, como HDs e celulares. Já o suspeito foi conduzindo até uma delegacia, onde prestou depoimento e em seguida foi liberado, já que segundo o delegado Luiz Carlos Ferreira, para o portal G1, afirma que não houve nenhum fragrante que justifique a prisão do indivíduo.

Os itens apreendidos serão periciados pela Polícia Civil, sem data prevista para a divulgação dos resultados da análise.

O vazamento de dados do Banco Pan

Em meados de abril o Banco Pan confirmou que uma base de dados de seus sistemas foi invadida, resultando no comprometimento de dados de clientes como o limite disponível e o saldo devedor. A instituição financeira, na época, afirmou que dados sensíveis como senhas, números de cartões e CPF não foram afetadas, não apresentando nenhum tipo de risco para seus associados.

O Banco Pan, logo após a invasão, afirmou ao Canaltech que o vazamento de dados ocorreu em um fornecedor de tecnologia, que oferece serviços de atendimento aos clientes do setor de cartões, e que estava investigando a possibilidade se tratar de um incidente cibernético — desde então novas informações sobre o ocorrido não foram divulgadas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos