Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,95 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,70 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +2,70 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.291,80
    -166,82 (-0,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,83 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    +81,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5587
    +0,0531 (+0,96%)
     

Surface Duo 3 poderá adotar tela única e flexível, aponta patente

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Microsoft poderá fazer importantes mudanças na próxima geração da linha Surface Duo, especialmente no quesito de construção. Novas patentes registradas pela marca fazem menção a um display único e flexível, assim como os concorrentes das linhas Samsung Galaxy Z Fold ou Xiaomi Mix Fold, por exemplo.

A documentação explica que o aparelho teria “uma série de espaços para a placa traseira, com extensões entre a parte superior e inferior desta placa, para facilitar a dobra”. Desta forma, a marca pretende evitar efeitos típicos do vidro ultrafino (UTG), como a aparição de vincos ou rugas.

Entretanto, ainda não é possível afirmar que a Microsoft chegou à solução definitiva para celulares com telas dobráveis completamente lisas. Para isso, a tecnologia precisa passar por uma série de testes internos, entre outras fases de desenvolvimento.

Atualmente, o Surface Duo 2 é composto por duas telas AMOLED de 5,6 polegadas, com construção rígida e mais resistente em comparação com os dobráveis. A dobradiça interna também permite que o aparelho seja manipulado em 360 graus, algo que não acontece nos dispositivos com tela flexível.

Porém, o dispositivo nunca teve o mesmo nível de popularidade dos concorrentes. A presença de uma considerável borda entre as duas telas aparece como uma desvantagem, assim como problemas de integração deste formato com o software Android instalado nele — o preço inicial de 1.500 dólares (cerca de R$ 7.193 em conversão direta) também não contou a favor do modelo.

Microsoft poderá mudar formato do Surface Duo 3 (Imagem: Divulgação/Microsoft)
Microsoft poderá mudar formato do Surface Duo 3 (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Portanto, a linha Surface Duo pode se tornar “Mono”, e dessa forma se alinhar ao que parecem ser tendências mais fortes de formatos para celulares no futuro. Além disso, a nova estrutura deverá ser mais fina em comparação com o modelo atual, entre outras vantagens.

Ainda não há como confirmar se o próximo celular Surface teria o suporte para tela flexível em 360 graus — algo que seria inédito neste momento. Recentemente a LG apresentou um novo display OLED capaz de fazer exatamente isso, o que pode ser de grande interesse para a Microsoft.

De qualquer forma, o registro de patentes não garante que determinada tecnologia seja utilizada a curto prazo. Por isso, as novidades podem aparecer depois do suposto Surface Duo 3, que sequer tem uma data de lançamento até o momento.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos