Mercado fechado

Supremo autoriza Paes a acessar delações de executivos da OAS

Isadora Peron
·1 minuto de leitura

Relator do caso, Fachin mais uma vez foi voto vencido contra Gilmar e Lewandowski na 2ª Turma A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou o ex-prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes (DEM) a ter acesso às delações premiadas de executivos da OAS, entre elas, a de Léo Pinheiro, ex-presidente da construtora. Pelos depoimentos, Paes teria recebido caixa dois de R$ 25 milhões para sua campanha à prefeitura em 2012. Ao todo, o grupo relatou o pagamento de R$ 125 milhões a 21 políticos de oito partidos. Eduardo Paes (PMDB), prefeito do Rio Aline Massuca/Valor O placar ficou em dois a um. Relator do caso, ministro Edson Fachin, mais uma vez foi voto vencido. Votaram pelo acesso aos documentos o ministro Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. As turmas da Corte são formadas, cada uma, por cinco ministros. A ministra Cármen Lúcia e o decano Celso de Mello, que está de licença médica, não participaram da sessão.