Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.664,35
    -786,85 (-0,73%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.102,55
    -339,66 (-0,75%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,32
    +0,09 (+0,11%)
     
  • OURO

    1.671,70
    +3,10 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    19.481,35
    -63,72 (-0,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    445,03
    -0,95 (-0,21%)
     
  • S&P500

    3.640,47
    -78,57 (-2,11%)
     
  • DOW JONES

    29.225,61
    -458,13 (-1,54%)
     
  • FTSE

    6.881,59
    -123,80 (-1,77%)
     
  • HANG SENG

    17.165,93
    +0,06 (+0,00%)
     
  • NIKKEI

    26.063,99
    -358,06 (-1,36%)
     
  • NASDAQ

    11.239,25
    +11,00 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3068
    +0,0088 (+0,17%)
     

Superterra e mini-Netuno são encontrados em estrela próxima à Terra

Dois novos exoplanetas foram descobertos na órbita de uma estrela anã chamada TOI-836, localizada a cerca de 90 anos-luz de distância do Sol. Um deles é uma superterra, enquanto o outro é um mini-Netuno.

A equipe internacional de astrônomos liderada por Faith Hawthorn, da Universidade de Warwick, usou os dados do Transiting Exoplanet Survey Satellite (TESS) para monitorar TOI-836 e descobriu variações em seu brilho, indicando que planetas estavam passando em frente à estrela.

Este método de detecção de exoplanetas é conhecido como método de trânsito (demonstrado na animação abaixo); é o mais eficiente para encontrar candidatos a mundos na órbita de estrelas que não o Sol. No caso da TOI-836, os dois planetas foram confirmados no estudo publicado no arXiv e listados no The Extrasolar Planets Encyclopaedia.

O primeiro planeta é uma Superterra chamada TOI-836b, tem um raio cerca de 1,7 maior que o da Terra e é cerca de 4,5 vezes mais massivo que nosso planeta. Este mundo completa uma volta ao redor da estrela hospedeira a cada 3,81 dias, a uma distância de aproximadamente 0,0042 UA (uma UA equivale à distância média entre o Sol e a Terra).

Embora a classificação “superterra” nos leve a pensar que se trata de um planeta semelhante ao nosso, não é este o caso. O termo é usado pelos astrônomos para se referir a mundos de massa e diâmetro maiores que os da Terra, porém menores do que Netuno.

Já o planeta mais externo, chamado TOI-836c, é um mini-Netuno, ou seja, um pouco menor e menos massivo que Netuno. Ele tem cerca de 2,6 vezes o tamanho da Terra e é 9,6 vezes mais massivo que o nosso planeta. Completa uma órbita em sua estrela em 8,6 dias, a 0,0075 UA de distância.

Conceito artístico de uma superterra ao redor de uma estrela anã vermelha (Imagem: Reprodução/Gabriel Pérez Díaz, SMM (IAC))
Conceito artístico de uma superterra ao redor de uma estrela anã vermelha (Imagem: Reprodução/Gabriel Pérez Díaz, SMM (IAC))

Por fim, a própria estrela TOI-836 é uma anã K, ou seja, alaranjada e ligeiramente mais fria que o nosso Sol. Elas são bem comuns em nossa vizinhança — representam cerca de 12% das estrelas da sequência principal próximas ao Sol. Além disso, ela tem 5,4 bilhões de anos e é cerca de 33% menor e menos massiva que nossa estrela.

Há indícios da presença de um terceiro planeta, mas ainda não foram obtidos dados de trânsito que confirmem isso.

O TESS está estudando cerca de 200.000 das estrelas mais brilhantes próximas ao Sol para procurar exoplanetas em trânsito, e já identificou mais de 5.800 candidatos. Até agora, 233 deles foram confirmados. No total, diversas missões já identificaram mais de 5 mil exoplanetas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: