Mercado abrirá em 2 h 21 min
  • BOVESPA

    101.915,45
    -898,58 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.698,72
    -97,58 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,59
    +2,41 (+3,64%)
     
  • OURO

    1.781,80
    +5,30 (+0,30%)
     
  • BTC-USD

    57.022,20
    +513,64 (+0,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.467,94
    +25,16 (+1,74%)
     
  • S&P500

    4.567,00
    -88,27 (-1,90%)
     
  • DOW JONES

    34.483,72
    -652,22 (-1,86%)
     
  • FTSE

    7.141,58
    +82,13 (+1,16%)
     
  • HANG SENG

    23.658,92
    +183,66 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    27.935,62
    +113,86 (+0,41%)
     
  • NASDAQ

    16.358,25
    +207,75 (+1,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3961
    +0,0261 (+0,41%)
     

Superpetroleiro iraniano é carregado com petróleo da Venezuela

·1 min de leitura

Por Marianna Parraga e Deisy Buitrago

HOUSTON/CARACAS (Reuters) - Um super navio-tanque de bandeira do Irã estava prestes a zarpar de águas venezuelanas neste sábado carregado com 2 milhões de barris de petróleo pesado fornecidos pela estatal venezuelana PDVSA, segundo documento obtido pela Reuters e serviços de rastreamento de embarcações.

O comércio bilateral de petróleo pode constituir uma violação de sanções impostas pelos Estados Unidos contra ambos os países, disse no mês passado à Reuters o Departamento do Tesouro dos EUA.

O carregamento faz parte de um acordo entre PDVSA e sua contraparte iraniana, National Iranian Oil Company (NIOC), que contempla o intercâmbio de condensado iraniano por óleo pesado Merey da Venezuela.

O superpetroleiro Dino I, de propriedade e operado pela Companhia Nacional Iraniana de Petroleiros (NITC), uma unidade da NIOC, terminou de carregar o petróleo venezuelano no porto de José na tarde de sexta-feira, segundo o documento, uma fonte e o serviço de monitoramento TankerTrackers.com.

O navio chegou à Venezuela em setembro com seu transmissor desligado, transportando 2,1 milhões de barris de condensado iraniano. O petróleo super leve foi utilizado pelas empresas Sinovensa, Petropiar e Petrecedeño.

Espera-se que a Venezuela receba nas próximas semanas uma segunda carga similar em volume como parte do acordo de troca, que ficará vigente por seis meses na primeira fase.

O ministério venezuelano do petróleo, PDVSA e NIOC não comentaram o assunto.

A troca permite à Venezuela oferta estável de material necessário para converter seu petróleo extra pesado em variedades exportáveis. O acordo também entrega petróleo pesado ao Irã para mistura, refino ou comercialização na Ásia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos