Mercado fechará em 5 h 21 min

Supermercados se destacam entre varejistas com alta nas vendas via app

Os supermercados e hipermercados estão entre os varejistas que mais utilizam aplicativos como canal de venda: 29% utilizam apps próprios e 23% de delivery. Os dados foram coletados por meio do Índice de Produtividade Tecnológica (IPT) de Varejo — pesquisa da TOTVS em parceria com a H2R Pesquisas Avançadas — que avaliou o uso de tecnologias e seu desempenho em estabelecimentos do setor.

Para Sérgio Missão, diretor de Varejo Supermercados da TOTVS, as restrições de circulação em decorrência da pandemia mudaram os hábitos de consumo dos brasileiros, privilegiando o uso de aplicativos como canal de compras.

"E mesmo com a reabertura, observamos que muitos consumidores de fato se habituaram ao uso de aplicativos para realizar suas compras, muito pela praticidade de fazer os pedidos pelo celular e receber seus produtos em casa”, explica Missão.

O setor dos supermercados e a adoção de soluções tecnológicas

Os gastos com delivery cresceram 24% em 2021 no Brasil (Imagem: Pexels/cottonbro)
Os gastos com delivery cresceram 24% em 2021 no Brasil (Imagem: Pexels/cottonbro)

Tendo o melhor desempenho do índice, com 0,45 pontos — enquanto a média é de 0,43 — o estudo ainda apresenta outras soluções adotadas pelo setor supermercadista na fidelização de clientes e no oferecimento de benefícios.

Segundo os dados, 31% dos entrevistados afirmaram utilizar o Customer Relationship Management (CRM). A mesma quantidade também apontou o uso de Programas de Fidelidade, uma vez que as duas estratégias estão alinhadas e se complementam em ações de promoções e descontos, comuns no setor.

Ao analisar as tecnologias de gestão de vendas, os super/hipermercados também se destacam em relação ao restante do setor de varejistas. A pesquisa demonstra que a Transferência Eletrônica de Fundos (TEF) e as carteiras digitais são bem utilizadas, ambas com 40%.

“Meios de pagamento e recebimento são importantes para todo o varejo, sem dúvidas. E no caso das redes de super/hipermercados é extremamente necessário que a frente de caixa esteja com os melhores sistemas para facilitar e melhorar a experiência do consumidor e, paralelamente, aprimorar a própria gestão do fluxo de caixa”, destaca Missão.

Supermercados menores e de proximidade

Os mercados menores que são localizados a curta distância dos consumidores tiveram um alto desempenho geral no IPT do Varejo, com 0,53 pontos. O bom resultado é consequência de que 65% deles fazem parte de uma rede maior, permitindo maiores investimentos e o bom uso de tecnologias de operação. Estes empreendimentos também são os que mais usam aplicativos como canais de venda, com 31% de adesão.

Para Missão, o público desta categoria se diferencia dos consumidores de super/hipermercados e "atacarejos", devido à proximidade – o que permite que o consumidor o visite ao longo de pequenas compras no cotidiano. "Nesse sentido, fazer uma gestão dos clientes, por meio de cadastros, programas de fidelidade e alertas para promoções, faz com que haja uma fidelização maior do público, apoiando o fluxo de caixa”, afirma.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: