Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +997,93 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,23 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,57
    +1,59 (+1,99%)
     
  • OURO

    1.813,10
    +3,50 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    17.102,86
    +152,89 (+0,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,88 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,05 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.707,34
    -70,56 (-0,25%)
     
  • NASDAQ

    11.995,25
    -15,00 (-0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5002
    +0,0062 (+0,11%)
     

Supermercados programam Black Friday antecipada com adesão de metade do setor

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 07.05.2020 - Movimentação de consumidores em supermercado na zona norte de SP. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 07.05.2020 - Movimentação de consumidores em supermercado na zona norte de SP. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Com a promessa de ofertas para o consumidor brasileiro no próximo sábado (12), o Dia dos Supermercados deve ter uma participação "elevada" de empresas do setor, afirmou nesta quarta-feira (9) Celso Furtado, vice-presidente da Abras (Associação Brasileira de Supermercados).

Esta será a primeira edição da campanha, que foi anunciada em outubro pela entidade. A intenção da associação é promover uma espécie de aquecimento nos supermercados para a Black Friday, que em 2022 será celebrada em 25 de novembro.

"Esta data [Dia dos Supermercados] tem tido uma grande adesão do setor. A expectativa é que a gente tenha uma adesão elevada: entre 40% e 50% do setor já participando nesta primeira iniciativa", disse Furtado em entrevista a jornalistas.

O plano da Abras é realizar o Dia dos Supermercados a cada ano no segundo sábado de novembro.

"Já temos a adesão de supermercadistas diversos espalhados por todo o Brasil", acrescentou Furtado, citando como exemplos os grupos Pão de Açúcar, Muffato (PR) e Super Nosso (MG).

Ele ainda relatou que o percentual dos descontos no sábado vai depender das decisões de cada empresa participante da campanha.

Segundo Marcio Milan, vice-presidente da Abras, o abastecimento de produtos nos supermercados está totalmente normalizado após os impactos "pontuais" causados pelos bloqueios de rodovias desde a semana passada.

Os atos antidemocráticos foram organizados por grupos bolsonaristas que contestam sem provas a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições presidenciais.

Conforme Milan, os bloqueios dificultaram apenas o fornecimento de itens específicos, como frutas, verduras e legumes. "Isso não está interferindo no abastecimento", afirmou.

Milan também foi questionado na entrevista sobre as expectativas dos supermercados para o novo governo Lula. O dirigente empresarial evitou fazer uma avaliação neste momento, dizendo que é necessário aguardar as primeiras definições da próxima gestão.