Mercado fechará em 5 h 33 min
  • BOVESPA

    109.739,56
    -449,01 (-0,41%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.020,65
    +221,19 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,78
    +0,53 (+0,71%)
     
  • OURO

    1.786,60
    +4,20 (+0,24%)
     
  • BTC-USD

    16.842,70
    -187,75 (-1,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    395,25
    -6,56 (-1,63%)
     
  • S&P500

    3.941,26
    -57,58 (-1,44%)
     
  • DOW JONES

    33.596,34
    -350,76 (-1,03%)
     
  • FTSE

    7.517,47
    -3,92 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    18.814,82
    -626,36 (-3,22%)
     
  • NIKKEI

    27.686,40
    -199,47 (-0,72%)
     
  • NASDAQ

    11.444,25
    -121,75 (-1,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5056
    +0,0269 (+0,49%)
     

Supermercados, farmácias e restaurantes driblam bloqueios para garantir estoques

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Associações do setor de varejo se movimentaram para garantir os estoques de medicamentos e alimentos em todo o país e não deixar a população desabastecida de suprimentos básicos por causa dos atos antidemocráticos nas estradas.

O setor de medicamentos tem feito um acompanhamento constante das rotas de entrega dos caminhões para garantir que os remédios cheguem antes que os estoques atuais em farmácias e hospitais sejam afetados.

No setor de restaurantes, a situação mais preocupante é no estado de Santa Catarina, onde o movimento antidemocrático concentra mais bloqueios. No Paraná, há falta de carne e pescados. No Tocantins e em alguns estados do Nordeste, faltam insumos, diz a Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes).

A associação diz que, em outras localidades, há alerta sobre para possíveis atrasos e cancelamentos de entregas. A orientação aos associados é, em caso de falta de itens, fazer uma substituição pontual, sem prejuízo ao cliente.

Paulo Solmucci, presidente-executivo da Abrasel, acredita que a situação não foi pior porque muitos bares e restaurantes já tinham abastecido significativamente os estoques por causa do feriado. O que pode faltar nos próximos dias é bebida, já que empresas da área anunciaram que podem atrasar entregas.