Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.829,27
    +902,93 (+0,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.771,12
    -56,81 (-0,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,20
    -0,76 (-1,09%)
     
  • OURO

    1.981,00
    -14,90 (-0,75%)
     
  • Bitcoin USD

    27.517,27
    -752,36 (-2,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    597,33
    -21,06 (-3,41%)
     
  • S&P500

    3.970,99
    +22,27 (+0,56%)
     
  • DOW JONES

    32.237,53
    +132,28 (+0,41%)
     
  • FTSE

    7.405,45
    -94,15 (-1,26%)
     
  • HANG SENG

    19.915,68
    -133,96 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    27.385,25
    -34,36 (-0,13%)
     
  • NASDAQ

    12.922,75
    +68,75 (+0,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6520
    -0,0780 (-1,36%)
     

Supermercados cobram ação de vinícolas envolvidas em caso de trabalho análogo à escravidão

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Abras (associação que representa o setor de supermercados) divulgou um comunicado nesta sexta-feira (3) dizendo que cobrou das vinícolas Aurora, Cooperativa Garibaldi e Salton a implementação de medidas contra a violação de direitos humanos e trabalhistas.

A cobrança foi feita depois da revelação do caso de um grande resgate de trabalhadores em situação análoga à escravidão na colheita de uva em Bento Gonçalves (RS), que trabalhavam para duas empresas contratadas pelas vinícolas.

Em nota, a Abras disse que repudia o acontecimento e que vai acompanhar o desenrolar do caso junto às vinícolas, fornecedoras de produtos para os supermercados.

"As vinícolas assumiram o compromisso de cumprir a legislação trabalhista vigente e proibir qualquer tipo de violação aos dispositivos legais, além de promover práticas congruentes de governança e ações de análise e capacitação da cadeia produtiva da vitivinicultura, realizar due diligence para homologação e auditorias externas sobre práticas trabalhistas, ampliar a divulgação dos canais de denúncia e adotar medidas complementares", afirmou a Abras, que pediu um cronograma de implementação às empresas.

Nesta semana, o supermercado Zona Sul, do Rio de Janeiro, anunciou a suspensão das vendas do suco de uva Aurora.