Por que os super-ricos não param de trabalhar?

SÃO PAULO – A conta bancária das pessoas ricas permite que elas larguem o emprego e vivam de férias permanentes, no entanto isso não acontece. Os ricos não aproveitam quatro horas de almoço ou ficam procurando algo para fazer, pelo contrário, eles trabalham mais de 40 horas por semana e passam por momentos estressantes. A questão principal é: por qual motivo?

Para o CEO da WebMedia Brands, Alan Meckler, que possui um patrimônio líquido de cerca de US$ 400 milhões, a resposta é porque eles querem ser considerados vencedores. “Se você realmente gosta do que você faz, por que parar?”, questiona. O multimilionário Bob Shullman, por exemplo, se aposentou e em menos de um ano voltou a trabalhar em sua nova empresa, a Shullman Research Center e ainda afirmou que “as pessoas gostam de ser desafiadas”.

De acordo com a Forbes, esses executivos dividem algo em comum, o fato de nunca considerarem nunca trabalhar de novo, pois eles veem o trabalho como uma parte essencial para suas vidas.

Motivos
A decisão de continuar trabalhando está atrelada a alguns fatores, como não ter nada melhor para fazer. Segundo Shullman, se tornar um viciado no trabalho não permite que sobre tempo para outras coisas, e quando você decide parar não tem o que fazer, pois sua vida era o trabalho.

Outra dificuldade é sair do posto de “rei” das empresas onde trabalham. Além disso, pessoas reicas têm um alto custo de vida. O luxo custa caro e o milionário precisa de dinheiro para pagar bons colégios para os filhos, realizar festas e bancar umas férias esquiando nas montanhas, relata o artigo.

Geração Y
A publicação também comenta que ao contrário dos pais, os filhos de milionários não se importam tanto com o trabalho. Dos jovens de 13 a 22 anos, 39% acreditam que receberão herança e não precisarão se preocupar com uma futura aposentadoria, divulgou a TD Ameritrade. “Eles veem os pais trabalhando feito cachorros e preferem aproveitar a vida”, explica Shullman.

Com isso, os ricos acabam adiando a aposentadoria. “O conceito de aposentadoria convencional acabou”, afirma o representante do Luxury Marketing Council, Greg Furman.  

Carregando...