Mercado fechará em 24 mins
  • BOVESPA

    107.270,63
    +1.023,48 (+0,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.330,43
    +936,40 (+1,86%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,82
    +2,23 (+2,03%)
     
  • OURO

    1.838,70
    +22,80 (+1,26%)
     
  • BTC-USD

    30.003,30
    +793,50 (+2,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    667,17
    +14,93 (+2,29%)
     
  • S&P500

    3.898,64
    -25,04 (-0,64%)
     
  • DOW JONES

    31.230,81
    -259,26 (-0,82%)
     
  • FTSE

    7.302,74
    -135,35 (-1,82%)
     
  • HANG SENG

    20.120,68
    -523,62 (-2,54%)
     
  • NIKKEI

    26.402,84
    -508,36 (-1,89%)
     
  • NASDAQ

    11.922,50
    -13,00 (-0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1995
    -0,0188 (-0,36%)
     

Super Mario 64 | Como jogo da Nintendo virou peça de museu

·3 min de leitura

Você vai ao museu. Entre quadros, explicações pomposas e feixes de luzes, uma grande sala vazia tem uma televisão no centro. No lugar da Mona Lisa ou do Abaporu, a tela exibe o Mario, personagem da Nintendo, dormindo dentro do jogo Super Mario 64. A peça, chamada de SuperMario Sleeping, está em exibição em um museu no Brasil e representa um das primeiras obras que iniciou o movimento de transformar videogame em arte.

SuperMario Sleeping faz parte da série Videos After Videogames, do artista Miltos Manetas. O grego é considerado pioneiro no reconhecimento da influência dos videogames na arte e um dos principais nomes da Game Art, movimento que propõe a manipulação de jogos para produção de peças artísticas.

Mario dormindo em partida de Super Mario 64 inativa é peça de museu SuperMario Spleep, que pode ser visitada no CCBB de Belo Horizonte (Imagem: Lucas Arraz/Canaltech)
Mario dormindo em partida de Super Mario 64 inativa é peça de museu SuperMario Spleep, que pode ser visitada no CCBB de Belo Horizonte (Imagem: Lucas Arraz/Canaltech)

A base da Game Art é a "machinima”, termo que une as palavras, em inglês, “máquina” e “animação”. A técnica é o segredo de séries produzidas a partir de The Sims, como Girls In The House, e de SuperMario Sleeping.

A obra de arte de Manetas foi produzida a partir de Super Mario 64, de 1996, e é composta por uma televisão que exibe o encanador da Nintendo dormindo sem interrupções. A cena corriqueira dos jogos 3D do personagem, mostrada sempre que o jogador deixa de movimentar Mario por um tempo, no museu, ganha outras proporções.

SuperMario Sleeping (Butterflies), de MILTOS MANETAS no Vimeo.

O Mario dormindo sem interrupções na tela da televisão, além de Game Art, pode ser classificado como um ready-made, o rebelde estilo da antiarte. No lugar de pinturas e instalações que tem grande apelo estético, a antiarte tem o objetivo de brincar com o conceito artístico e levar o público a um processo mais reflexivo do que contemplativo.

SuperMario Sleeping propõe um ready-made do personagem da Nintendo, inspirado no filme Sleep, de Andy Warhol. Ao observar a peça, o espectador é obrigado a contemplar os detalhes do cenário do jogo com calma, sem interrupções, ou ainda questionar a existência do Mario sem um controle do lado.

A obra é aberta a reflexões sobre o papel da arte nos videogames e a interpretações diversas. Inclusive, para aqueles que acreditam que não existe qualquer apelo em uma cena que pode ser reproduzida em casa, com um Nintendo 64.

Exposição apresenta Game Art no Brasil

É possível conhecer SuperMario Sleeping gratuitamente no Brasil. A peça faz parte da exposição "Playmode", em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte. Vinda diretamente de Portugal, a mostra apresenta 44 peças, muitas delas interativas, criadas por artistas da Alemanha, Brasil, Croácia, Estados Unidos, França, Grécia, Japão, Nova Zelândia e Portugal.

Ao longo do percurso expositivo, o visitante cruza três grandes áreas que tentam ressignificar os jogos. Além de Super Mario 64, outro título explorado pelos artistas que passaram pela curadoria de Filipe Pais e Patrícia Gouveia é Grand Theft Auto V.

O título da Rockstar é o ponto de partida para duas obras em exibição em Playmode. A primeira, chamada Elegy: GTA USA Gun Homicides, do norte-americano Joseph DeLappe, modifica GTA 5 para rodar sozinho, sem a necessidade de um jogador. O mod mostra uma série de crimes com armas nas ruas, fazendo uma relação do título com o número total de homicídios que ocorrem nos Estados Unidos.

Outra obra, chamada San Andreas Streaming Deer Cam, troca o avatar do jogador em GTA 5 por um veado. A modificação faz com que o animal ande pelas ruas de San Andreas sem roteiro. A ideia do artista norte-americado Brent Natanabe era gerar estranhamento com as cenas espontâneas da modificação.

Obra de museu mostra GTA 5 pelos olhos de um veado (Imagem: Lucas Arraz/Canaltech)
Obra de museu mostra GTA 5 pelos olhos de um veado (Imagem: Lucas Arraz/Canaltech)

Playmode pode ser visitada gratuitamente no Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte. A exposição fica em cartaz até o próximo dia 6 de junho.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos