Mercado fechado

Super-heróis gays que incomodaram Crivella se casam e se beijam de novo

·2 minutos de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os nomes não são tão conhecidos -Hulkling e Wiccano. Mas o beijo que esses dois super-heróis da Marvel deram na HQ "Vingadores - A Cruzada das Crianças" se tornou um dos mais famosos no Brasil. No ano passado, ao ver a imagem dos dois personagens se beijando na revista, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), tentou censurar o gibi e enviou fiscais da prefeitura à Bienal do Livro do Rio para verificar se o título estava sendo vendido no local e recolhê-lo. O caso que só terminou ao chegar ao Supremo Tribunal Federal, que derrubou a medida que autorizava a prefeitura carioca a censurar obras no evento. Alheios ao vaivém da política brasileira e suas decisões judiciais, Hulkling e Wiccano seguiram seu relacionamento normalmente no universo da Marvel. Tanto que na HQ "Empyre Aftermath: Avengers", lançada recentemente no Estados Unidos, os dois heróis se casam pela segunda vez --e repetem o beijo que se transformou em polêmica no Brasil. Na nova história, que deve chegar ao país pela Panini no segundo semestre do ano que vem, eles se unem em uma cerimônia judaica. Entre os convidados, estão nomes ligados aos Jovens Vingadores, a meia-irmã da Capitã Marvel, Lauri-Ell, e outros personagens da saga. Na cena, Wiccano usa um quipá, enquanto o personagem que celebra a cerimônia diz que ele pode beijar o noivo. Mas esse não foi o primeiro casamento entre os dois. Na HQ "Empyre", lançada também neste ano, o casal já havia celebrado o casamento em uma cerimônia mais íntima, sem tantos amigos e convidados. "É um momento muito íntimo", disse Al Ewing, um dos autores da história, ao site da Marvel na época do lançamento da revista. "Achei que havia algo cativante sobre esses dois fugirem, apenas decidindo fazer isso. Não é uma grande celebração com todos os heróis, mas é o momento deles, com o máximo de amigos mais próximos que eles conseguem reunir. Há algo muito mais pessoal nisso." A relação entre os personagens começou em 2005, ainda com uma paquera "Jovens Vigadores". Em 2012, eles se beijam no gibi "Vingadores - A Cruzada das Crianças" -cena na qual há até um ensaio de pedido de casamento. Foi essa imagem que incomodou o prefeito do Rio de Janeiro no ano passado, que afirmou que o beijo gay supostamente iria contra o Estatuto da Criança e do Adolescente e tentou censurar a HQ. Vale notar que o ECA não cita homossexualidade na legislação. A tentativa de censura mobilizou fãs na Bienal do Livro, que fizeram uma passeata pelo evento. Editoras também se mobilizaram e deram destaque em seus estandes a obras com temática LGBT. Até o youtuber Felipe Neto comprou cerca de 10 mil livros com personagens e tramas LGBT e distribuiu na Bienal, em uma espécie de performance crítica a Crivella.