Mercado fechado

Sugerido por Guedes, Cachoeiro de Itapemirim tem casa de Roberto Carlos e pedras gigantes

ISABELA BOLZANI
***ARQUIVO***BRASILIA, DF, 19.11.2019: Ministro da Economia, Paulo Guedes, durante cerimônia de Hasteamento da Bandeira, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, sugeriu Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, e Foz do Iguaçu, no Paraná, como destinos turísticos para brasileiros que não conseguem viajar para o exterior por conta do dólar alto.

"Vai passear em Foz do Iguaçu, vai passear no Nordeste, está cheio de praia bonita, vai para Cachoeiro de Itapemirim conhecer onde Roberto Carlos nasceu. Vai passear, conhecer o Brasil", afirmou nesta quarta-feira (12).

A moeda americana alcançou R$ 4,35 nesta quarta-feira (12), novo recorde nominal.

Cachoeiro de Itapemirim, 140km de Vitória, tem entre seus pontos turísticos a casa onde Roberto Carlos viveu até os 13 anos e atrações naturais conhecidas como "pedras gigantes", formações rochosas na região de montanha próximas à cidade.

Entre as atrações estão a Pedra do Frade e da Freira, a Pedra do Itabira e a Pedra da Penha. No entorno também há outros destinos de ecoturismo, como as cachoeiras Alta e de Bom Jardim.

A Casa de Cultura Roberto Carlos tem um acervo que conta a trajetória do cantor com quadros, instrumentos musicais, fotos e discos.

O aeroporto mais próximo da cidade é da capital, Vitória. Uma passagem de ônibus entre as duas cidades custa em torno de R$ 40, e a viagem tem duração média de 2h30.

A paranaense Foz do Iguaçu é mais conhecida pelas cataratas do rio homônimo e pela vizinha Ciudad del Este, no Paraguai, onde turistas aproveitam para fazer compras. a ponte da Amizade, sobre o rio Paraná, une ambas.

Já do outro lado do rio Iguaçu fica Puerto Iguazu, na Argentina, onde turistas podem conhecer as cataratas pelo lado argentino.

Entre outras atrações de Foz do Iguaçu estão o Parque das Aves e a hidrelétrica de Itaipu.

O turista que quiser conhecer a cidade já no final de semana do Carnaval, nos dias 22 e 23 de fevereiro, pode adquirir o "Passaporte 3 Maravilhas", que dá direito à entrada nas cataratas e inclui visitas ao Marco das Três Fronteiras (onde o Iguaçu deságua no Paraná e onde as fronteiras de Brasil, Argentina e Paraguai se encontram) e a Itaipu (vista panorâmica da hidrelétrica).

O passaporte, para brasileiros entre 12 e 59 anos, custa R$ 96 no site da concessionária que administra o Parque Nacional das Cataratas do Iguaçu.

A passagem aérea de São Paulo a Foz do Iguaçu custa a partir de R$ 300.

Guedes também sugeriu que os brasileiros visitem praias do Nordeste.

Em discurso nesta quarta, o ministro afirmou que o dólar um pouco alto é bom para todo mundo. 

 Ao mencionar períodos em que o real esteve mais valorizado, disse que empregada doméstica estava indo para a Disney, "uma festa danada".

"Não tem negócio de câmbio a R$ 1,80. Vamos importar menos, fazer substituição de importações, turismo. [Era] todo mundo indo para a Disneylândia, empregada doméstica indo para a Disneylândia, uma festa danada", disse.