Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.132,20 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,62 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -1,53 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -23,70 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    37.298,73
    +1.192,88 (+3,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +76,96 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,12 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -142,00 (-1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    -0,0485 (-0,75%)
     

Sucesso do Bebê Yoda é ignorado pela loja oficial da Disney

Rafael Rodrigues da Silva

Com a chegada oficial do Disney+ este mês, a série The Mandalorian rapidamente se tornou um dos maiores sucessos deste fim de ano, e muito disso se deve a um personagem específico: o Bebê Yoda, que roubou o coração de todos os que assistiram à série.

Mas, pelo jeito, o sucesso do personagem não foi algo esperado pela equipe de marketing da Disney, que claramente não se preparou para isso. A empresa liberou na última terça-feira (26) todo o merchandising referente à série em sua loja oficial, e há pouquíssimas opções para os fãs do Bebê Yoda.

No total, são apenas quinze itens disponibilizados com o personagem, mas eles parecem mais ter saído de um camelô do que da loja oficial da Disney. Isso porque todos esses itens utilizam a mesma imagem do personagem — a arte conceitual que foi publicada pelo criador da série, Jon Favreau, no Twitter — que é usada para estampar camisetas, canecas, copos e capinhas de celular.

Alguns dos produtos com o Bebê Yoda disponíveis no site da Disney (Captura: Rafael Rodrigues/Canaltech)
Alguns dos produtos com o Bebê Yoda disponíveis no site da Disney (Captura: Rafael Rodrigues/Canaltech)

O erro do marketing fica ainda mais claro quando comparamos com os produtos lançados nos marketing de outros filmes da franquia pela Disney, que sempre apostou em “personagens fofinhos”, como o droide BB-8 em A Ascensão Skywalker e os Porgs de Os Últimos Jedi. O fato de a empresa não disponibilizar nem mesmo uma pelúcia do Bebê Yoda — algo que vem sendo pedido nas redes sociais desde o primeiro episódio da série — ilustra bem como foi feita uma aposta errada de que o personagem não iria fazer tanto sucesso assim.

The Mandalorian é uma série exclusiva do Disney+ e só deverá passar oficialmente aqui no Brasil no dia 20 de novembro de 2020.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: