Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.851,64
    +2.021,91 (+1,88%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.783,79
    -551,72 (-1,03%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,52
    +1,38 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.889,20
    +4,40 (+0,23%)
     
  • BTC-USD

    22.851,71
    -246,12 (-1,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    526,85
    -10,05 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.115,06
    -48,94 (-1,18%)
     
  • DOW JONES

    33.927,55
    -229,14 (-0,67%)
     
  • FTSE

    7.885,17
    +20,46 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    21.283,52
    -15,18 (-0,07%)
     
  • NIKKEI

    27.606,46
    -79,01 (-0,29%)
     
  • NASDAQ

    12.567,50
    -209,25 (-1,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5726
    -0,0045 (-0,08%)
     

Subliminar? Presidente demitido da Petrobras usa camiseta com frase sugestiva

Roberto Castello Branco, presidente demitido da Petrobras
Roberto Castello Branco, presidente demitido da Petrobras

Roberto Castello Branco, presidente da petroleira estatal brasileira Petrobras, apresentou na manhã desta quinta-feira (25) os mais recentes resultados da empresa para um grupo de analistas.

Leia também:

Castello Branco está de saída do comando da Petrobras, após ter sido demitido pelo presidente Jair Bolsonaro, que critica a gestão atual por conta das sucessivas altas nos preços dos combustíveis nos últimos meses, entre outros pontos (até da política de home office da petroleira Bolsonaro reclamou).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Mas o que mais chamou atenção na conferência foi o fato de Castello Branco ter usado uma camiseta com uma mensagem muito sugestiva, principalmente no contexto atual da Petrobras.

Teria sido uma “mensagem subliminar”?

A frase, no caso, era “Mind the Gap”, famosa placa do metrô de Londres que significa “cuidado com o buraco”, em tradução livre. No contexto do metrô público londrino, o objetivo é alertar os passageiros do risco de queda. Haveria, no contexto colocado por Castello Branco, algum paralelo?

Na sequência do anúncio da demissão de Castello Branco, no fim da semana passada, o mercado reagiu ao que considerou uma intervenção de Bolsonaro, levando o papel a cair mais de 20%.

Desde então, a empresa recuperou parte das perdas.

As informações são do portal G1.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube